23.7 C
Maputo
Segunda-feira, 26 - Setembro, 2022

“AFRICANO” DE BOXE MAPUTO-2022: Alcinda, Helena e Sigaúque “despacham” e garantem bronze

+ Recentes

Alcinda, Helena e Sigaúque

SÉRGIO MACUÁCUA

Os pugilistas internacionais moçambicanos Alcinda Panguana,  Helena Bagão e Armando Sigaúque garantiram ontem medalhas de bronze no Campeonato Africano de Boxe que decorrem na cidade de Maputo, após vitórias categóricas sobre oponentes sul-africana e ugandesa, respectivamente.

Num dia em que Moçambique melhorou consideravelmente em termos de resultados se comparado com a véspera em que apenas venceu um dos quatro combates travados, Alcinda Panguana (66-70) não teve problemas para derrotar por incapacidade física de continuar o combate (K.O) a sul-africana Anele Pearl Ndlovu, no decurso do terceiro assalto. Aliás, a sul-africana só chegou ao terceiro assalto por uma questão de resiliência, pois o domínio da internacional foi sempre claro. Com vantagem em termos de altura, Alcinda entrou com tudo, desferindo potentes golpes na adversária, com o árbitro a interromper a rixa por quatro vezes, sendo que na última teve mesmo de declarar incapacidade física da Pearl Ndlovu ao corpo de juízes que logo mandou parar o combate. Foi uma exibição em grande estilo daquela que é, a par da Rady Gramane, a mais cotada pugilista moçambicana da actualidade com várias medalhas internacionais nos últimos anos, sobretudo no corrente 2022.

Leia mais…

- Publicidade-spot_img

Destaques