23.7 C
Maputo
Segunda-feira, 26 - Setembro, 2022

PCA dos CFM agastado com morosidade na fronteira de Ressano Garcia

+ Recentes

O Presidente do Conselho de Administração (PCA) da empresa Caminhos de Ferro de Moçambique (CFM), Miguel Matabel, mostrou-se agastado com a alegada morosidade dos procedimentos aduaneiros na fronteira de Ressano Garcia, na Moamba, província de Maputo.

Citado pela Rádio Moçambique, Matabel disse que o fenómeno obrigada a permanência das locomotivas naquele local por até 10 horas por despachos aduaneiros, facto que torna aquele corredor menos produtivo do que se esperava.

Miguel Matabel, que falava sexta-feira em Ressano Garcia, no quadro da visita de uma missão do Banco Mundial àquele posto fronteiriço, acrescentou que a lentidão registada põe em causa o acordo feito entre os CFM e a sua congénere sul-africana, de dinamizar a circulação de comboios.

Outro problema tem a ver com a paragem à espera da selagem de mercadoria.

Leia mais…

- Publicidade-spot_img

Destaques