Director: Júlio Manjate

Moçambique está representado no V Fórum Global de Negócios em África, que decorre hoje e amanhã em Dubai, Emirados Árabes Unidos, tendo como mote facilitar o estabelecimento e desenvolvimento de parcerias económicas entre África e o Médio Oriente.

A delegação moçambicana é chefiada pelo Primeiro-Ministro, Carlos Agostinho do Rosário, em representação do Presidente da República, Filipe Nyusi, e integra os vice-ministros dos Recursos Minerais e Energia, Augusto Sousa Fernando, e da Indústria e Comércio, Júlio Pio, além de quadros de diversas instituições do Estado, incluindo a Agência de Promoção de Investimentos e Exportações (APIEX).

Em declarações a jornalistas que integram a comitiva moçambicana, Augusto Fernando destacou a importância da participação de Moçambique no evento, afirmando que o objectivo principal é promover o país perante o empresariado dos Emirados Árabes Unidos e de outras nações africanas presentes na reunião.

“Moçambique vai mostrar as suas potencialidades nas áreas da agricultura, turismo, infra-estruturas e energia, e vai também aproveitar a ocasião para se inteirar do grau de preparação da Expo 20/20, a realizar-se em Dubai, sabido que o país terá aqui um pavilhão. Vamos, naturalmente, apresentar as grandes vantagens de investir em Mocambique”, explicou, referindo-se às potencialidades do país na área do gás e outros hidrocarbonetos.

“Vamos cooperar e competir para o bem do país”, sublinhou Augusto Fernando.

Do que é a agenda oficial do Primeiro-Ministro nos EAU, consta um encontro com o Sheik Mohammad Bin Rashid Al Maktoum, Vice-Presidente e Primeiro-Ministro dos Emirados Árabes Unidos e Emir de Dubai e também com o Sultan Ahamed Bin Sulayem, executivo da DP World, gestora do Porto de Maputo.

Carlos Agostinho do Rosário deverá ainda reunir-se com Majid Al Ghueair, Presidente da Câmara do Comércio e Indústria de Dubai, e participar de uma mesa-redonda com empresários locais.

O fórum realiza-se de dois em dois anos, sob os auspícios da Câmara da Indústria e Comércio de Dubai. A presente edição acontece sob o signo “a importância do desenvolvimento sustentável como motor e catalisador do progresso económico e social de África – as principais tendências que impulsionam a próxima fase do crescimento do continente, empreendedorismo, tecnologia e inovação.”

A V edição do Fórum Global de Negócios conta com a participação de líderes governamentais e empresariais africanos e dos EAU, na perspectiva de explorar os caminhos da cooperação económica entre as partes e facilitar os fluxos bilaterais de comércio e investimento.

Hamad Buamim, presidente e director executivo da Câmara de Comércio de Dubai, explica que o fórum é uma oportunidade singular para a exploração de oportunidades de investimento no continente africano e criação de novas parcerias orientadas para benefícios mútuos.

Salomão Muiambo, em Dubai

A Selecção Nacional de basquetebol sénior feminina está qualificada ao Torneio Pré-Olímpico Mundial, a disputar-se em Fevereiro de 2020, numa cidade por indicar. Trata-se da derradeira etapa que qualifica as equipas aos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020.

Para conseguir a façanha, a equipa liderada pelo estreante Leonel “Mabê” Manhique derrotou, esta na noite, o Senegal por 56-49 no encerramento da zona africana do Torneio Pré-Olímpico, disputado no pavilhão do Maxaquene, na cidade de Maputo.

Além de Moçambique, representará o continente africano a Selecção Nacional da Nigéria.

Na fase regular, o combinado nacional apenas realizou uma partida, depois da desistência da República Democrática de Congo, horas antes do evento. Assim, Moçambique disputou apenas um jogo naquela fase, tendo perdido, no sábado, diante da forte equipa da Nigéria (58-47), que há quatro anos não perde nenhum jogo com equipas africanas.

O resultado relegou a equipa de todos nós ao segundo lugar do seu grupo “A”. A segunda posição colocou Senegal, primeira classificada do grupo “B”, como nosso oponente. De resto, era o adversário mais difícil e com contas a ajustar com Moçambique. No último Afrobasket disputado em Dakar, em Agosto, Senegal eliminou Moçambique nas meias-finais por 60-57, tirando qualquer possibilidade de chegar à final.

Ontem, as também chamadas “guerreiras” limitaram o Senegal que nos primeiros seis minutos não marcou nenhum ponto. Moçambique fez um parcial de 5-0. Mas o primeiro quarto chegaria com vantagem de Senegal por um ponto (10-9).

No segundo quarto Moçambique teve uma entrada avassaladora. As senegalesas não baixaram os braços, e responderam à medida. Todavia, a pressão alta que a Selecção Nacional fazia a todo campo bloqueou literalmente o seu adversário. Moçambique foi ao intervalo a vencer por oito pontos (18-26).

Se à longa distância continuavam a escassear soluções, o mesmo não se pode dizer em relação às penetrações, com boas combinações entre Tanucha e Tamara. De resto, foi um terceiro quarto bastante sofrido. Embora estivesse a vencer por uma margem de 10 pontos, Moçambique saiu com apenas dois de vantagem (32-34).

Entrávamos no momento decisivo. A equipa de todos nós estava a 10 minutos de definir o seu futuro: vencer para se qualificar à fase mundial dos de qualificação aos Jogos Olímpicos Tóquio-2020. Com apenas um minuto do jogo a diferença era tangencial (35-36).

Senegal pediu desconto de tempo. Passou a defender a todo campo. A equipa de Mabê acusou a pressão e o nervosismo. Moçambique vencia por seis pontos (39-45). Um triplo de Elizabeth Pereira (41-48) devolveu as esperanças, para depois garantir praticamente a qualificação com mais um triplo (43-53), com um minuto e 20 segundos do fim, estabelecendo o resultado final em 49-56.

DEANOF POTOMPUANHA

O Presidente da República, Filipe Nyusi, inaugurou na manhã de hoje o sistema de abastecimento de água de Gorongosa, na província de Sofala.

O sistema possui uma capacidade de abastecer até 45 mil habitantes e é constituído por dois reservatórios de água potável, com 500 metros cúbicos e o 150 metros cúbicos, uma casa de bombas, grupo gerador de energia eléctrica, armazém e outras infra-estruturas.

Para a distribuição de água, foi construída uma conduta de diversos diâmetros, com cerca de dois quilómetros.

Para além do sistema de abastecimento de água de Gorongosa foi, igualmente, inaugurada uma barragem sobre o rio Nhandari, que vai fornecer o precioso líquido aos cerca de 30 mil habitantes da vila.

Após o corte da fita e o descerrar da lápide o Chefe do Estado visitou as instalações, tendo se inteirado do processo de construção e seu funcionamento.

Esta manhã o Presidente da República vai dirigir um comício popular, que está sendo antecedido por actividades culturais de diversos grupos locais.

 

Está garantido o pagamento do 13° salário a todos funcionários e agentes do Estado elegíveis, segundo anúncio feito ontem pelo Chefe do Estado.

Falando num comício popular no Posto Administrativo de Inchope, em Manica, Filipe Nyusi

recomendou que este bónus seja aplicado em despesas cruciais das famílias.

Referiu que o esforço do Estado neste sentido resulta da parceria com outros países amigos que, mesmo com a crise financeira internacional, sempre se mostraram disponíveis a ajudar Moçambique a manter-se firme na luta pelo bem-estar do seu povo.

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Bento Baloi

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction