Imprimir
Categoria: Nacional
Visualizações: 1787

O ALÍVIO precoce das medidas restritivas, aprovadas pelo Governo, para conter a propagação da Covid-19 no país, poderá resultar na eclosão de uma terceira vaga com transmissão ainda mais intensa.

O alerta é do director-geral do Instituto Nacional de Saúde, Ilesh Jani, realçando que no mês de Março em curso o país poderá registar mais mortes do que as 274 reportadas em Fevereiro que, por sua vez, superam as 201 vítimas mortais de Janeiro.

Dados apresentados no encontro que o Presidente da República, Filipe Nyusi, manteve com os presidentes das principais federações desportivas, indicam que o mês de Fevereiro teve cumulativamente mais casos, óbitos e hospitalizações.

Em 28 dias, as autoridades sanitárias registaram 20.696 infecções de Covid-19, uma subida de 3,3 por cento, em comparação com o mês de Janeiro. A proporção de pessoas internadas registou uma variação de 11,4 por cento, com o acolhimento de 1.002 pacientes, contra 887 do mês anterior.

Entretanto, entre terça-feira e ontem o número de óbitos devido à Covid-19 subiu para 668, com o anúnciode mais trêsmortes, que ocorreram nos últimos dias nas unidades sanitáriasda província de Nampula e cidade de Maputo.

Os dados de actualização diária do Ministério da Saúde (MISAU) apontam queno mesmo intervalo foram internados 18pacientes com complicações respiratórias e patologias crónicas como hipertensão arterial e diabetes.

Quatrocentos e oitenta e um indivíduos testaram positivo para o novo coronavírus, elevando o cumulativo para 60.395 casos, enquanto 1.205 pacientes foram dados como recuperadosda doença.