PHC

Director: Lázaro Manhiça

ENCERROU ontem a III sessão ordinária da Assembleia da República, da IX legislatura, com apelos para a transmissão de mensagens da paz e de envolvimento colectivo na luta contra o terrorismo.

Falando na ocasião, a presidente da Assembleia da República, Esperança Bias, afirmou que o combate ao terrorismo é da responsabilidade de todos os moçambicanos.

Referiu que se trata de uma necessidade imperiosa de defesa da soberania nacional, da integridade territorial e da sustentação, no discurso e na acção, da promoção do espírito de unidade nacional.

Neste desafio, disse que o país conta com a participação dos partidos políticos, confissões religiosas, sectores profissionais, académicos, entre outros.

Esperança Bias disse que a instituição que dirige manifesta o seu sentimento de pesar e de solidariedade às famílias enlutadas e conforta as pessoas deslocadas, que neste momento tanto precisam de apoio.

Tendo em conta a sua responsabilidade política e institucional, ela disse que a Assembleia da República vai continuar a aprimorar as leis que contribuam para a restauração da segurança e ordem pública.

Encorajou as Forças de Defesa e Segurança a manterem o espírito combativo e de bravura, na perseguição aos terroristas, e apelou à vigilância e colaboração da população na denúncia, em caso de suspeita de acções terroristas.

Aproveitou a ocasião para exortar em especial aos jovens para que não se deixem enganar pelos terroristas, vendendo a pátria, a troco de dinheiro, bens e promessas.

“Saudamos os deputados da Assembleia da República pela contribuição, com dois dias de salário, como gesto de solidariedade e apoio aos serviços de saúde no combate à pandemia da Covid-19”, disse.

Sobre a pandemia da Covid-19, Esperança Bias enalteceu o facto de o número de infecções, óbitos e internamentos estarem, felizmente, a diminuir e por a campanha de vacinação ter iniciado de forma ordeira e bastante participada, sendo de enaltecer os esforços do Governo e dos profissionais da saúde.

Entretanto, o chefe da bancada parlamentar da Frelimo, Sérgio Pantie, disse não ter dúvidas de que a busca da paz é um caminho difícil que tem exigido persuasão e convicção para a sua materialização. “É também um caminho longo que começa na atitude de cada um de nós, enquanto pessoas e enquanto cidadãos. Mudar atitudes, levar a esperança, é sempre um enorme desafio”, afirmou.

Viana Magalhães, chefe da bancada da Renamo, afirmou que uma das melhores formas de contribuir para alavancar a economia, em tempos de crise como a que o país atravessa, seria o empoderamento das pequenas e médias empresas.

“Seriam estas empresas que criariam postos de emprego e contribuiriam para a fazenda nacional”, disse Magalhães.

O Movimento Democrático de Moçambique, através do respectivo chefe da bancada, referiu que a revisão global da Constituição da República é um imperativo nacional para reinventar o Estado e buscar as sinergias para uma verdadeira reconciliação nacional e construção de bases sólidas para uma nação democrática, próspera, coesa e desenvolvida.

A III sessão ordinária da Assembleia da República encerrou com alguns temas por debater, nomeadamente a proposta de Lei da Comunicação Social e de Rádio Difusão, o apreciação na especialidade do estatuto do agente e funcionário parlamentar.

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Júlio Manjate

Administrator: Rogério Sitoe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction