PHC

Director: Lázaro Manhiça

O MINISTÉRIO dos Recursos Minerais e Energiaanunciou, há dias, que está àbusca de um consultor que deverá ajudar no estudo do mercado de energia a ser gerada pelo projecto hidroeléctrico de Mphanda Nkuwa, a jusante da Barragem de Cahora Bassa, na província de Tete.

A iniciativa faz parte de um trabalho que tem sido levado a cabo pelo Executivo, visando dar continuidade à estratégia para promover o desenvolvimento da capacidade de produção e transporte de energia, não apenas para satisfazer a demanda doméstica e industrial interna e crescente de electricidade, mas também para exportar a corrente eléctrica ao mercado regional.

Com a consultoria, o Governo diz que pretende avaliar a viabilidade do Projecto de Mphanda Nkuwa nos mercados de energia, tomando em consideração as projecções da demanda doméstica e regional e a expansão da rede de transporte.

Moçambique é reconhecido como um país rico em energia com potencial hidroeléctrico para a geração de 15 GW. Também tem numerosos recursos de carvão mineral e vastas reservas de gás relativamente inexploradas, bem como muitas oportunidades em termos de produção de energia solar e eólica.

O país continua a explorar vários projectos de produção e transporte de energia para destrancar a sua substancial base de recursos, acelerar a industrialização do país e oferecer energia de baixo custo ao país e à região.

Uma das iniciativas energéticas em consideração é o projecto hidroeléctrico de Mphanda Nkuwa, cuja capacidade projectada é de aproximadamente 1500 Mw, sendo que a sua implantação será a 60 quilómetros a jusante da HCB.

Recentemente, o Executivo aprovou um Plano Integrado de Infra-estruturas de Electricidade para o período de 2018-2043, que consiste num plano nacional de investimento nas áreas de produção, transporte e distribuição de energia.

Prevê-se que um conjunto de investimentos programados seja necessário para responder à esperada demanda crescente de energia no país e o abastecimento à região da África Austral.

Com o trabalho de estudo do mercado em preparação, o Executivo pretende apurar a previsão da demanda, avaliar o abastecimento; identificar a rede de Moçambique; analisar o equilíbrio da demanda de abastecimento; potenciais compradores de energia de Mphanda Nkuwa, incluindo a sua necessidade de corrente, bem como osque estão preparados para pagar e o impacto na posição financeira da empresa Electricidade de Moçambique.

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Júlio Manjate

Administrator: Rogério Sitoe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction