Director: Júlio Manjate

Estãojá assegurados os 550 milhões de dólares necessários para a construção da linha de transmissão de energia de alta tensão entre Temane, na província de Inhambane, e a cidade de Maputo.

Com efeito, o Banco Islâmico de Desenvolvimento aprovou recentemente um crédito concessional de  99.7 milhões de dólares que serão adicionadosaos cerca de 420 milhões já garantidos pelo Banco Mundial e 30 milhões na forma de donativo do Reino da Noruega.

A linha de transmissão de 400 kv de energia, com cerca de 560 quilómetros, entre Temane e Maputo, é uma iniciativa do Governo moçambicano e da empresa pública Electricidade de Moçambique (EDM), com a qual se pretende garantir maior segurança e disponibilidade de energia para vários projectos socioeconómicos nas províncias de Inhambane, Gaza e Maputo, para além de viabilizar novas ligações.  

Fonte do Ministério dos Recursos Minerais e Energia garantiu ontem ao “Notícias”que o Banco Africano de Desenvolvimento e o Banco de Desenvolvimento da África do Sul manifestaram interesse em participar no mesmo projecto com financiamento de 33 milhões e 50 milhões de dólares, respectivamente.

“A implementação deste projecto vai dinamizar a construção de três novas subestações, conhecidas como Projecto de Transmissão de Temane (TTP), materializando-se, deste modo, a primeira fase da maior interligação entre Maputo e a província de Tete, ou seja, a espinha dorsal da rede nacional de transporte de energia eléctrica”, disse.

De acordo com a fonte, face aos desenvolvimentos  recentes, a EDM, em parceria com a Globeleq Africa Limited /EleQtra (Globeleq / EleQtra) e a Sasol New Energy Holdings Ltd (“Sasol”), garantiuque  irão desenvolver um projecto de produção independente de energia de 400 MW em Temane.

“Trata-se de operações que visam reforçar a produção e transmissão de energia em Moçambique e na região,visto que, deste modo,  reforçamos a conectividade ao Grupo de Energia da África Austral (Southern African Power Pool - SAPP) e criamos, consequentemente, condições para dar acesso a milhões de pessoas na região que vivem sem electricidade, para além de reduzirmos  o teor de carbono dos sistemas de energia”, afirmou.

Recentemente, o director do Banco Mundial para Moçambique, Mark Lundell, realçou a importância do projecto, frisando que é fundamental para o desenvolvimento do sistema eléctrico interno e para a expansão do acesso seguro, económico e sustentável de energia no país.

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Bento Baloi

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction