Imprimir
Categoria: Desporto Internacional
Visualizações: 2175

A Selecção Nacional de basquetebol sénior feminina está qualificada ao Torneio Pré-Olímpico Mundial, a disputar-se em Fevereiro de 2020, numa cidade por indicar. Trata-se da derradeira etapa que qualifica as equipas aos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020.

Para conseguir a façanha, a equipa liderada pelo estreante Leonel “Mabê” Manhique derrotou, esta na noite, o Senegal por 56-49 no encerramento da zona africana do Torneio Pré-Olímpico, disputado no pavilhão do Maxaquene, na cidade de Maputo.

Além de Moçambique, representará o continente africano a Selecção Nacional da Nigéria.

Na fase regular, o combinado nacional apenas realizou uma partida, depois da desistência da República Democrática de Congo, horas antes do evento. Assim, Moçambique disputou apenas um jogo naquela fase, tendo perdido, no sábado, diante da forte equipa da Nigéria (58-47), que há quatro anos não perde nenhum jogo com equipas africanas.

O resultado relegou a equipa de todos nós ao segundo lugar do seu grupo “A”. A segunda posição colocou Senegal, primeira classificada do grupo “B”, como nosso oponente. De resto, era o adversário mais difícil e com contas a ajustar com Moçambique. No último Afrobasket disputado em Dakar, em Agosto, Senegal eliminou Moçambique nas meias-finais por 60-57, tirando qualquer possibilidade de chegar à final.

Ontem, as também chamadas “guerreiras” limitaram o Senegal que nos primeiros seis minutos não marcou nenhum ponto. Moçambique fez um parcial de 5-0. Mas o primeiro quarto chegaria com vantagem de Senegal por um ponto (10-9).

No segundo quarto Moçambique teve uma entrada avassaladora. As senegalesas não baixaram os braços, e responderam à medida. Todavia, a pressão alta que a Selecção Nacional fazia a todo campo bloqueou literalmente o seu adversário. Moçambique foi ao intervalo a vencer por oito pontos (18-26).

Se à longa distância continuavam a escassear soluções, o mesmo não se pode dizer em relação às penetrações, com boas combinações entre Tanucha e Tamara. De resto, foi um terceiro quarto bastante sofrido. Embora estivesse a vencer por uma margem de 10 pontos, Moçambique saiu com apenas dois de vantagem (32-34).

Entrávamos no momento decisivo. A equipa de todos nós estava a 10 minutos de definir o seu futuro: vencer para se qualificar à fase mundial dos de qualificação aos Jogos Olímpicos Tóquio-2020. Com apenas um minuto do jogo a diferença era tangencial (35-36).

Senegal pediu desconto de tempo. Passou a defender a todo campo. A equipa de Mabê acusou a pressão e o nervosismo. Moçambique vencia por seis pontos (39-45). Um triplo de Elizabeth Pereira (41-48) devolveu as esperanças, para depois garantir praticamente a qualificação com mais um triplo (43-53), com um minuto e 20 segundos do fim, estabelecendo o resultado final em 49-56.

DEANOF POTOMPUANHA