kids

Director: Júlio Manjate

PELO menos 25 indivíduos foram detidos, entre domingo e ontem, nas províncias do Niassa, Cabo Delgado, Nampula, Zambézia, Sofala e cidade de Maputo, por desobediência às normas impostas no âmbito do estado de emergência em vigor no país.

Segundo o porta-voz do Comando-geral da Polícia da República de Moçambique (PRM), Orlando Mudumane, as detenções vão ocorrer sempre que houver desacatos ou desobediência às regras definidas no no quadro da emergência, independentemente da implementação da Lei daAmnistia e do Perdão de Penas aprovada pelo Parlamento e já promulgada pelo Presidente da República.

Falando no briefing diário para actualização de dados sobre a Covid-19 no país e no mundo, Mudumane disse que,além dos 25 detidos, a Polícia encerrou compulsivamente 78 estabelecimentos comercias e apreendeu três viaturas, 27 motorizadas, 284 bicicletas, três amplificadores e igual número de altifalantes.

Acrescentou que em Nampula, Zambézia e Sofala, as autoridades tiveram de disparar ao ar para repor a ordem, perante dezenas de moto-taxistas que teimavam em operar numa clara situação de contravenção.

Segundo explicou, os processos relacionados com os crimes de desobediência às normas do estado de emergência são sumários. Desta forma, os detidos são rapidamente encaminhados à Justiça, não havendo perigo de superlotação das celas da Polícia.

Relativamente à Covid-19, o Ministério da Saúde anunciou que 57 suspeitos foram testados entre domingo e manhã de ontem, tendo todos acusado negativo para a pandemia.

Assim, o país continua com 10 casos confirmados, um dos quais já recuperado, de acordo com a directora nacional de Saúde Pública, Rosa Marlene. Por outro lado, dos 139 contactos dos 10 infectados, 15 já cumpriram os 14 dias de quarentena sem apresentar sintomas, permanecendo os restantes 124 sob vigilância das autoridades.

Quanto ao caso de infecção de um cidadão que trabalha numa companhia de exploração de recursos naturais na província de Cabo Delgado, o director-geral-adjunto do Instituto Nacional de Saúde (INS), Eduardo Samo Gudo, explicou que o primeiro lote de amostras dos 33 contactos chegou ao laboratório do INS na noite de segunda-feira, devendo os resultados ser divulgados esta tarde.

Eduardo Samo Gudo disse ser do interesse da Saúde esclarecer o contexto da décima infecção, pelo que houve um “esforço grande de, em tempo recorde, realizar a investigação, rastrear e colher amostras dos 63 contactos identificados”.

A expectativa é ter o relatório preliminar da investigação até sexta-feira, o que vai contribuir para a quebra da cadeia de infecções relacionadas com referido indivíduo que trabalha no distrito de Palma.

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction