Director: Lázaro Manhiça

A ASSOCIAÇÃO Movimento Moçambicano de Mulheres Rurais (MMMR) felicitou ontem apresidente da Assembleia da República, Esperança Bias, pela sua eleição ao cargo.

De acordo com um comunicado recebido na nossa Redacção,a directoraexecutivada MMMR, Saquina Mucavele, partilhou algumas inquietações que ensombram o desenvolvimento da agricultura e de outras actividades que contribuem para o empoderamento da mulher e o desenvolvimento sustentável.

Na ocasião, Esperança Bias agradeceu o gesto daquela agremiação e manifestou disponibilidade da instituição que dirige de colaborar para o alcance dos seus propósitos.

Técnicos de saúde formados em diagnóstico do Covid-19 

UM grupo de 40 profissionais de saúde oriundos de todo o país está a ser formado desde ontem em colheita de amostras para diagnóstico do novo coronavírus (Covid-19).

A capacitação, que decorre no Instituto Nacional de Saúde (INS), em Marracuene, província de Maputo, abrange pessoal clínico, de laboratório e de vigilância. Segundo a directora nacional para a área de Laboratórios e Saúde Públicano INS, Sofia Viegas, citada pela AIM, a colheita de amostras é feita quando são detectados casos suspeitos de infecção em indivíduos oriundos de países onde já foram confirmados casos da doença, ou quando um determinado indivíduo entrou em contacto com um doente confirmado.

Comments

O Ministério do Mar, Águas Interiores e Pescas (MIMAIP) apresenta hoje, nas suas instalações, o ponto da situação da veda da pesca do camarão, que vigora desde o passado mês de Novembro.

A medida foi decretada pelo Governo de Moçambique, através do MIMAIP, para decorrer entre 05 de Novembro de 2019 e 31 de Março de 2020.

Foram pontos escolhidos para o efeito, o banco de Sofala, para a pesca industrial, semi-industrial e artesanal, assim como na baía de Maputo e foz do rio Limpopo, para a pesca semi-industrial e artesanal.

Igualmente, foi decretada a veda para a pescaria do caranguejo do mangal, em todo o país, de 01 de Janeiro a 31 de Março de 2020.

Comments

Serão conhecidos, hoje, os vencedores do prémio “CDM Ambiente”, para jornalistas, na sua primeira edição.

A distinção foi instituída pela Cervejas de Moçambique, S.A, em parceria com o Ministério da Terra e Ambiente, a Cooperativa de Educação Ambiental REPENSAR e o Sindicato Nacional de Jornalistas (SNJ).

Concorrem ao prémio trabalhos jornalísticos sobre promoção do meio ambiente saudável, sua importância e conservação, nas categorias de televisão, rádio e imprensa escrita.

Comments

As Linhas Aéreas de Moçambique (LAM) anunciaram ontem que estão a redefinir os seus voos, principalmente os de ligação com o estrangeiro, devido à redução significativa de tráfego causada pelo impacto mundial do surto do coronavírus (Covid-19).

Numa nota recebida na Redacção do “Notícias”, a companhia de bandeira explica que poderá também ocorrer cancelamento de voos, estando, nestes casos, previsto o encaminhamento de passageiros para outras companhias aéreas que operam no país.

A LAM expressa igualmente a disponibilidade para alterar as datas de viagemde clientes que tenham sido recomendados a cumprir um período de quarentena.  

Agente da PRM assassinado a tiro

Um cidadão, que se presume ser agente da Polícia da República de Moçambique, foi baleado mortalmente, ontem, por desconhecidos nas proximidades da Escola Industrial de Maputo, na avenida 24 de Julho.

Segundo testemunhas no local, a vítima teria sido alvo de perseguição, por dois indivíduos, que se faziam transportar numa viatura ligeira de marca Toyota Mark X e bloquearam o automóvel do polícia e começaram a atirar.

“A vítima vinha em direcção do Comando para a Av. 24 de Julho e era seguida por indivíduos noutra viatura. Depois do bloqueio dispararam vários tiros, tendo a seguir dois dos ocupantes da viatura dos atiradores descido para se certificarem de que o polícia tinha morrido”, afirmou uma testemunha abordada pelo “Notícias” no local. 

Pouco depois da ocorrência, registou-se uma forte presença policial onde ocorreu o crime. Entretanto, não foi possível obter nenhuma reacção da PRM a este crime.

Comments

Uma empresa com sede nos EUA projecta investir cerca de 11 biliões de dólares na construção de uma linha férrea moderna, para comboios de alta velocidade, ligando a Zâmbia, Zimbabwe e Moçambique.

Segundo a AIM, a empresa está a negociar com os governos dos três países e já assinou um acordo para iniciar estudo de viabilidade na Zâmbia.

O projecto da linha férrea, que parte da província de Copperbelt, na Zâmbia, até ao Porto da Beira, via Harare, no Zimbabwe, inclui locomotivas e vagões, disse a fonte.

O estudo de viabilidade deverácomeçar nas próximas seis semanas e seráseguido por um projecto de engenharia detalhado no lado zambiano, disse Kress.-(AIM)

Comments

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Júlio Manjate

Administrator: Rogério Sitoe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction