PHC

Director: Lázaro Manhiça

O FECALISMO a céu aberto voltou a ganhar espaço no bairro da Munhava-Matope, na cidade da Beira, um cenário agravado pela falta de sanitários públicos ou que deixaram de funcionar por estarem num estado acentuado de degradação.

Alguns moradores daquela área residencial interpelados pelo “Notícias” explicaram que as infra-estruturas foram danificadas por pessoas de má fé e por seu uso incorrecto.  

Judite João disse que a situação está a provocar um mau estar e a propiciar a eclosão de doenças como diarreias.

Enquanto, Santos Dança lamentou a inexistência de balneários públicos na zona para servir aos moradores que não tenham latrinas nas suas residências.

Dança avançou que, devido a falta de sanitários, os moradores dirigem-se às valas de drenagem e outros locais no espaço público, para satisfazer as suas necessidades biológicas, o que polui o meio ambiente e prejudica a saúde de todos.

Outra residente é Amélia Marcos, que começou por afirmar que a maioria das pessoas residentes naquele bairro não tem latrinas nas suas casas, por isso recorrem ao fecalismo a céu aberto.  

A fonte sublinhou que a situação agrava-se no tempo chuvoso em que as águas da chuva e das valas de drenagem misturam-se espalhando toda a sujidade pelo bairro enquanto outras entram nas casas mais baixas.

Entretanto, a nossa entrevistada pediu às autoridades competentes para a requalificação e reabilitação dos balneários públicos existentes naquela zona de forma a combater este mal.

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Júlio Manjate

Administrator: Rogério Sitoe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction