Imprimir
Categoria: Beira
Visualizações: 1034

Mais de cem mergulhadores sul-africanos apoiados por três helicópteros estão envolvidos no processo de resgate de várias famílias que se encontram sitiadas devido ao aumento do caudal dos  rios Búzi e Púnguè, na província de Sofala.

As bacias hidrográficas daqueles rios transbordaram, ontem, segunda-feira, devido à chuva intensa e das descargas das barragens do vizinho Zimbabwe, deixando submersas várias casas nos distritos de Búzi e Nhamatanda.

Entrevistados pela Rádio Moçambique, alguns sobreviventes das inundações no distrito de Búzi disseram que a situação é crítica, havendo ainda várias pessoas sitiadas necessitando de resgate.

O chefe da brigada do Conselho de Ministros destacado para Sofala, Celso Correia, disse que para o processo de reassentamento das famílias afectadas pelas inundações nos distritos de Búzi e Nhamatanda  foram criados 28 centros de acomodação.

(Notícias/RM)