Imprimir
Categoria: Beira
Visualizações: 2745

A cidade da Beira acordou na manhã de hoje (5) de baixo de chuvas intensas que vem caindo desde 23 horas da última quarta-feira, deixando assim várias casas de baixo da água e algumas vias intransitáveis.

Na ronda que o “Noticias” fez um pouco por toda cidade constatou que nas paragens dos semi-colectivos de passageiros encontravam-se vários munícipes à procura de transportes públicos para puder se deslocar para vários pontos da cidade, entretanto havia escassez de meios.

Ainda durante a ronda constatou-se certas viaturas ficaram avariadas devido a água que penetrou até aos motores. Os bairros mais afectados são Manga e Munhava, onde várias famílias tiveram que abandonar as casas.

O delegado do Instituto Nacional de Meteorologia em Sofala (INAM), Achado Paiva, falando à nossa reportagem, disse esperar melhoria do estado do tempo a partir do fim do dia de amanhã.

Segundo a fonte, a origem da queda na cidade da Beira e um pouco por resto da província foi o registo de altas temperaturas e esse fenómeno provocou a formação de uma zona de baixas pressões criando assim instabilidade atmosférica.

Por consequência disso criou-se condições para a precipitação um pouco por toda província de Sofala e na região sul do país, com maior quantidade para a cidade da Beira onde chegou a registar 211,2 milímetros em 10 horas de tempo.

“Em um dia só na cidade da Beira houve queda da chuva correspondente a um período de 15 dias”, explicou Paiva.

Apelando assim para as pessoas não estarem ao relento, nem debaixo das árvores e evitar atravessar locais com maior profundidade, por outro lado, as embarcações não se podem fazer ao mar.