Director: Lázaro Manhiça

UM total de 1530 funcionários e agentes do Estado que exercem cargos de chefia e função estão em situação irregular no que se refere à declaração de bens prevista na Lei de Probidade Pública nº16/2012, sendo alvos de multas e sujeitos à instauração de processos criminais pela Procuradoria Provincial de Sofala.

O facto foi revelado ontem, na Beira, em conferência de imprensa, pelo porta-voz daquele sector da administração da Justiça, Joaquim Tomo, o qual acrescentou que, neste momento, do universo daquelas personalidades pelo menos 25 já foram vítimas das penas de multas, equivalentes a dois meses de salário. Leia mais

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Júlio Manjate

Administrator: Rogério Sitoe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction