Imprimir
Categoria: Capital
Visualizações: 4361

Pelomenos 104.6 milhões de meticais serão desembolsados pelo Município de Maputo no aluguer de equipamentos para a gestão de resíduos sólidos, na lixeira de Hulene, nos próximos 12 meses.

Os equipamentos, com destaque para bulldozers, pás escavadoras e compactadores, destinam-se à abertura de arruamentos, redução da altura do monte de lixo e outras operações de gestão diária dos resíduos acumulados e os recolhidos na urbe.

Com efeito, o município acaba de assinar dois contratos de aluguer de equipamentos com duas instituições privadas, nomeadamente a F&L, Lda. e a JRC Construções e Obras Públicas.

João Mucavele, director municipal de Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos e Salubridade, esclareceu que os contratos são de um ano, renovável por igual período.

Disse ainda que as máquinas são para garantir o funcionamento da lixeira, enquanto se aguarda pela entrada em funcionamento do aterro de Matlhemele, na Matola, inicialmente previsto para meados do primeiro semestre.