PELO menos 20 casos de diarreias e vómitos estão a ser atendidos diariamente no posto da Cruz Vermelha de Moçambique (CVM), localizado no bairro de Ndunda 2, na cidade da Beira, uma das zonas mais propensas a inundações e,por esta via, doençasrelacionadas com água. Leia mais

Comments

O Tribunal Judicial da Cidade da Beira decidiu manter em prisão preventiva três pessoas arguidas num processo de desvio de donativos destinados às vítimas do ciclone Idai, que há um mês afectou o centro do país.

“O tribunal entende que os mesmos devem aguardar em prisão preventiva até à próxima audiência (marcada para o dia 24 de Abril), altura em que serão ouvidas as figuras ora arroladas”, disse hoje o juiz Sérgio Nunes, durante o julgamento.

Os três arguidos são suspeitos do desvio de 19 sacos de arroz, 19 sacos de farinha, 11 sacos de soja e um saco de feijão no bairro da Manga, na Beira, segundo a Lusa.

Falando no fim da sessão, um dos advogados de defesa, Hermenegildo Cossa, disse que as autoridades infringiram a lei, ao invadir a residência dos réus sem mandado.

“Ficou demonstrado que não houve uma situação de flagrante delito. A invasão à casa dos arguidos deveria ter sido antecedida de um mandado de apreensão ou de busca. A polícia não pode invadir o domicílio das pessoas”, afirmou Hermenegildo Cossa.

O ciclone Idai, que afectou também o Malawi e o Zimbabwe, provocou pelo menos 603 mortos em Moçambique e afectou mais de 1,5 milhões de pessoas, segundo dados das autoridades nacionais.

Comments

UM novo sistema de pagamento do consumo de água acaba de ser introduzido na cidade da Beira,no quadro das inovações tecnológicas em cursono Fundo de Investimento e Património do Abastecimento de Água (FIPAG)visando melhorar a prestação dos serviços ao consumidor. Leia mais

Comments

As autoridades sanitárias da cidade da Beira, capital da província de Sofala, manifestam a sua satisfação com o sucesso alcançado no controlo do surto de cólera, que eclodiu a 27 de Março, duas semanas após a passagem do ciclone tropical Idai, que devastou toda a região do centro de Moçambique.

O ciclone, que segundo peritos na matéria foi o pior das últimas décadas no hemisfério sul, provocou danos severos nas redes de distribuição de água e energia eléctrica, criando condições propícias para a eclosão de surtos de doenças.

Como medida de precaução e para evitar a propagação da doença, as autoridades sanitárias conduziram uma campanha de vacinação oral massiva em toda a província.

Para o efeito, o grupo de Coordenação Internacional para a Provisão de Vacinas contra a Cólera, que integra a Organização Mundial da Saúde (OMS), Fundo das Nações Unidas para Infância (UNICEF) e outros parceiros coordenados pelo Ministério da Saúde, aprovou 900 mil doses de vacina oral do stock mundial para utilização em situações de emergência.

Por isso, hoje as autoridades sanitárias não escondem o seu regozijo por terem conseguido controlar a situação. O testemunho disso é a redução do número de novos casos notificados, diariamente, de 100 para três ou menos casos, que dão entrada nos centros criados para o tratamento da doença.

O director dos serviços distritais de Saúde, Mulher e Acção Social da Beira, Fino Massalambane, aponta a campanha de vacinação contra a cólera e a distribuição de purificadores de água como tendo contribuído sobremaneira para o abrandamento do surto na urbe.

Massalambane afirma que se o número de casos de cólera continuar a registar uma tendência decrescente nos próximos dias os centros de tratamento da doença poderão ser encerrados.
“A situação no distrito da Beira está controlada … tínhamos entre 100 e 200 casos por dia e hoje estamos a falar de um ou dois e por vezes nenhum caso”, disse.

Referiu que estes números deixam o sector da saúde satisfeito, pois significa que as mensagens estão a chegar nas comunidades.

“A campanha de vacinação ajudou bastante e os órgãos de informação também”, frisou.
Apesar da redução do número de casos de cólera na cidade da Beira, a fonte revelou que mais de 100 equipas de saúde continuam a trabalhar nos 27 bairros da urbe sensibilizando as populações para a observância das regras básicas de higiene.

Desde a eclosão do surto de cólera na cidade da Beira foram registados cerca de 4000 casos de doença, que resultaram em três mortos naquela urbe.

Comments

Cidades como Beira são propensas às consequências decorrentes das mudanças climáticas, pelo que se impõem a construção de habitações que resistam a intempéries. O facto foi defendido ontem pela directora executiva do Programa das Nações Unidas para os assentamentos humanos (UN-habitat), Maimunah Sharif. Leia mais

Comments
Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction