Director: Lázaro Manhiça

O MUNICÍPIO da Beira e gestores de restaurantes e serviços similares acordaram ontem, terça-feira, um novo horário de funcionamento durante a vigência do estado de emergência, alargando o fecho das 21 para 22 horas de segunda a sexta-feira.

O pedido foi feito pelos gestores, considerando que 21 horas ainda é muito cedo fechar, razão pela qual têm ocorrido muitas violações às normas estabelecidas no âmbito do estado de emergência em vigor no país.

Falando em entrevista ao nosso Jornal, o vereador institucional, José Manuel, revelou que o entendimento foi já comunicado às autoridades policiais e da Inspecção das Actividades Económicas naquela parcela do país.

“As duas partes reuniram-se e encontraram consenso. Tudo foi conduzido em respeito ao decreto presidencial. Decidiu-se que passarão a funcionar até às 22 horas de segunda a sexta-feira e que a medida vai durar até 30 de Junho, altura em que iremos aguardar novas orientações”, explicou José Manuel.

Por outro lado, as autoridades municipais deixaram orientações para  que os gestores sigam rigorosamente a higienização, medição de temperatura e o distanciamento entre as pessoas.

Comments

OS 10 indivíduos que se identificaram como de nacionalidade paquistanesa que, em Maio passado foram resgatados do alto mar para o Porto da Beira, já se encontram encarcerados na Cadeia Central da Beira, indiciados de emigração ilegal.

O facto foi confirmado ontem pela Secretária do Estado na província de Sofala, Stella Zeca, que se escusou a fornecer mais detalhes sobre o assunto, alegadamente por ser da alçada das autoridades de tutela.

De recordar que a embarcação em que os visados seguiam teria permanecido cerca de dois meses à deriva, devido a problemas mecânicos associados à falta de comunicação.

Segundo os ocupantes, o barco em alusão saiu da cidade paquistanesa de Baluchistão a 21 de Fevereiro último com a missão de resgatar uma outra embarcação da mesma firma que também se encontrava à deriva havia três semanas.

A situação daquela tripulação foi assim tratada conforme mandam as normas marítimas internacionais e todos foram rastreados no âmbito de prevenção da pandemia do novo coronavírus.

O mesmo barco foi rebocado até ao cais Manarte, junto ao Portode Pescas da Beira, sendo que no seu interior havia redes de malhas grossas e finas. Os tanques de água estavam vazios e o motor encontra-se obsoleto e aberto com sinais de tentativas de reparação.

Para garantir a segurança estiveram no local membros das Forças de Defesa e Segurança de quase todas as especialidades, para ouvir a tripulação por investigadores do SERNIC, que também efectuaram buscas no interior da embarcação.

Comments

O PRESIDENTE do Movimento Democrático de Moçambique  (MDM),  Daviz Simango,  manifestou sábado satisfação pelo recomeço, na quinta-feira,  do processo de Desarmamento, Desmobilização  e Reintegração (DDR), e desejou que as partes envolvidas o conduzam de forma colectiva e objectiva. Simango lamentou,  no entanto,  que o processo esteja, no seu entender, carregado de excesso de sigilo. LEIA MAIS

Comments

A SECRETÁRIA de Estado da província de Sofala, Stella Novo Zeca, considera positiva a qualidade de processamento do pescado no Porto de Pesca da Beira (PPB), classificando-o como uma infra-estrutura que obedece padrões internacionais. O posicionamento da governante foi expresso durante uma visita que efectuou às instalações que, segundo ela, representam uma mais-valia no desenvolvimento deste sector que manuseia produtos do mar para os mercados de África, Europa, Ásia e América.

“O Porto de Pescas da Beira já galvaniza a vida dos armadores industriais e artesanais e as comunidades baseadas nesta cidade”, disse. (Horácio João) LEIA MAIS

Comments

Arrancou hoje, o processo de flutuação do cargueiro com bandeira portuguesa encalhado no canal de acesso ao Porto da Beira, desde o passado dia 29 de Maio, devido a uma avaria.

A operação poderá durar aproximadamente cinco dias com envolvimento de lanchas e rebocadores da empresa pública Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique (CFM), que também suporta toda a logística.

O director de Comunicação e Imagem da instituição, Adélio Dias, que revelou a informação à Reportagem da nossa delegação da Beira, sublinhou que a referida embarcação de grande calado, tem 220 metros de comprimento e 11,5 metros de calado.

A fonte esclareceu ainda que, pelas 16.55 horas, do dia 26 de Maio passado, durante a saída do Porto da Beira, após ter descarregado mercadoria, tal navio baptizado com nome MINNA, teve problemas de “governo do leme” na curva da Macuti.

Dias apontou que a avaria causou o afastamento da embarcação em causa da rota e encalhou há 145 metros do canal de acesso ao Porto da Beira.

Devido a pouca profundidade do local, associado às marés baixas, soubemos que o processo de reflutuação do navio com assistência de rebocadores portuários dos CFM, só iniciou hoje, depois da maré ter subido.

Com destino ao Porto de Nacala, o navio MINNA ainda transportava mais de 4500 contentores de carga diversa, sendo que pelo facto de se encontrar há 145 metros do Canal de acesso ao Porto da Beira, CFM garante que não constitui nenhum obstáculo para os movimentos de entrada e saída de outras embarcações de carga para o mesmo recinto portuário.

Horácio João

Comments

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Júlio Manjate

Administrator: Rogério Sitoe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction