Director: Lázaro Manhiça

A UNIVERSIDADE Eduardo Mondlane (UEM) suspendeu, recentemente, o contrato de concessão de exploração da clínica universitária assinado a 20 de Maio de 2020 com a empresa Affinity Health, SA, administrada por Rogério Uthui, docente daquele estabelecimento de ensino.

A suspensão do contrato ocorre depois do Centro de Integridade Pública (CIP) ter questionado recentemente este processo de contratação.

Em causa estão irregularidades verificadas no processo de contratação. À primeira vista, parecia tratar-se de mais um ajuste directo sem a devida fundamentação. No entanto, a UEM diz ter aplicado, para o caso, um concurso com qualificação prévia e que várias empresas foram convidadas a apresentar propostas, tendo sido seleccionada, após avaliação, a Affinity Health, SA.

Segundo a UEM¸ a suspensão do contrato visa rever e corrigir problemas detectados no processo.

A decisão de suspensão do contrato foi dada a conhecer durante um encontro entre a UEM, representada pelo respectivo reitor, Orlando Quilambo, o Director da Fundação Universitária, Pedro Búfalo, técnicos da Direcção das Finanças,e o CIP, representado pelo respectivo director, Edson Cortez, e pesquisadores da área de Procurement e Parcerias Público Privadas, nomeadamente Borges Nhamirre e Aldemiro Bande.- (CIP)

Comments
AS autoridades municipais reconhecem atrasos nas obras da rua de São Paulo, no bairro 25 de Junho, cidade de Maputo, e afirmam que poderão ser concluídas até o fim-do-ano. O director Municipal de Infra-estruturas Urbanas, Saturnino Chembeze, disse hoje que o empreiteiro “está a acelerar” os trabalhos, que compreenderão a pavimentação da via. “O trabalho está andar. Já foi feita a estabilização do piso com base em cimento. É verdade que os moradores estão preocupados com a morosidade, mas há processos técnicos que devem ser seguidos”, disse. Chembeze explicou que há situações de atrasos relacionados com a pandemia da Covid-19 e isso está fora do controlo, tanto do responsável da obra, como do Conselho Municipal. “É difícil explicar que um operador de máquina não pode trabalhar porque está com algum problema. Este operador que está impossibilitado pode provocar falhas em várias operações. São questões técnicas difíceis de explicar aos munícipes”, precisou. Paralelamente à Rua S. Paulo, decorrem no bairro 25 de Junho, a construção de três valas de drenagem, que ajudarão a drenar as águas até ao rio Mulauzi, onde se realizam obras de desassoreamento, melhoramento e reparação dos órgãos hidráulicos. Comments

A GESTÃO e conservação eficaz dos prédios da cidade de Maputo poderá melhorar, com a assinatura, ontem, de um memorando de entendimento entre o Conselho Municipal e a Associação das Comissões de Moradores.

A convicção é do presidente do Conselho Municipal, Eneas Comiche, momentos após rubricar o acordo, tendo referido que um dos grandescompromissos do seu executivo é assegurar a resolução, mediação e conciliação de conflitos de bens e espaços comuns nos condomínios.

Acrescentou que garantir a resolução de conflitos, com origem na poluição sonora, obras clandestinas nos espaços comuns,fracções autónomas, criação de animais, falta de pagamento de quotas e problemas de infiltraçãosão outros desafios.

A assinatura deste memorando, segundo o edil, reveste-se de significado particular, pois demonstra a continuidade e perseverança visando a observância das mais elementares regras de convivência sadia numa cidade, marcadas pelo civismo, urbanismo, urbanidade, disciplina, respeito, organização e gestão criteriosa das moradias.

“Ao firmarmos esta parceria, conforta-nos o facto de estarmos juntos a trabalhar, cumprindo a nossa visão de tornar acidade de Maputo mais bela, limpa, empreendedora e próspera”, frisou.

Assim, a Associação das Comissões dos Moradores deve, segundo referiuComiche, acabar com a transformação de casas, garagens, jardinseparques de estacionamento dos prédios em lojas, oficinas, escritórios, restaurantes e locais de lazer que em nada contribui para a boa e eficiente conservação dos edifícios.

Esta parceria, tal como indicou, deve também acabar com as construções ilegais em terraços, varandas, jardins e outros lugares.

“Devemos dizer basta a tudo isto e trabalharmos para que este tipo de comportamento deixe de existir. Não devemos transformar a nossa urbe num assentamento informal,nem os nossos jardins e espaços verdes em zonas de venda dos mais diversos artigos de consumo”, precisou.

Comments
A POLÍCIA da República de Moçambique (PRM) deteve, ontem(18), na 14ª Esquadra da PRM - cidade de Maputo, um indivíduo indiciado de falsificação de documentos autênticos. De acordo com um comunicado emitido pela Polícia, a detenção foi no âmbito do esclarecimento de uma denúncia anónima, que dava conta da existência de uma quadrilha que se dedicava à falsificação de resultados negativos de testes laboratoriais da Covid-19, para fins de viagens para o exterior e/ ou outros. Na posse do indiciado foi apreendido um computador e uma impressora, usados para a falsificação, e vários outros documentos falsos. As autoridades farão uma apresentação formal amanhã com mais detalhes. Comments

O PRESIDENTE do Conselho Municipal da Cidade de Maputo, Eneas Comiche, instou ontem, ao novo comandante da Polícia Municipal, o combate do desvio e encurtamento de rotas, protagonizados pelos operadores de transportes semicolectivos de passageiros, na capital.

Comiche falava momentos após conferir posse a Ernesto Zualo, no cargo de comandante da Polícia Municipal, do seu adjunto e outros quadros de direcção e chefia do município, visando imprimir nova dinâmica nos sectores, no âmbito da implementação do Plano do Desenvolvimento Municipal (2019-2023).

Comiche recomendou a Polícia Municipal a intensificar a fiscalização no cumprimento das posturas municipais, com destaque para a venda ambulante e em locais impróprios, o transporte de passageiros em carrinhas de caixa aberta, a poluição sonora e garantir o respeito do horário de encerramento dos estabelecimentos de lazer e a observância das medidas impostas pelo Governo no contexto da Covid-19.

Ao director edirector-adjunto dos Serviços Municipais de Segurança Pública, aconselhou o reforçodas estratégias de vigilância nos bairros, na prevenção da criminalidade e violência.

Aos comandantes da Polícia Municipal nos distritos de Nhlamankulu e KaMavota, Comiche quer que assegurem a implementação do “Projecto Maputo Seguro”, através da instalação de uma central de coordenação e implementação do Sistema Integrado de Vigilância Comunitária.

Aos quadros da Direcção Municipal de Ordenamento Territorial e Construção recomendou o aprimoramento, rigor, disciplina, eficiência e rapidez no atendimento dos pedidos de acesso à terra e licenciamento de construções.

Referiu que, nesta área há solicitações pendentes há vários anos sem explicação plausível, expedientes que desaparecem por má-fé dos funcionários, processos que não são tramitados enquanto os interessados não pagarem “um refresco”, atendimento preferencial a parentes e pessoas próximas, ou a troco de favores, entre outros actos que consubstanciam um mau serviço aos munícipes.

Comiche disse esperar processos de planificação e programação orçamental, de avaliação e monitoria da execução de planos e orçamentos municipais mais céleres e eficazes.

Comments

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Júlio Manjate

Administrator: Rogério Sitoe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction