Director: Lázaro Manhiça

PELOmenos 300 trabalhadores por conta própria, na cidade e província de Maputo,

estão a beneficiar de financiamento bancário para alavancar as suas actividades, no

âmbito do programa “Quero Ser Formal”, levado a cabo pela Câmara do Comércio e

Indústria Juvenil de Moçambique (CCIJM).

“Quero Ser Formal” é uma iniciativa que visa estruturar o sector informal, tendo em

conta o seu contributo no crescimento da economia do país.

A maioria dos beneficiários são vendedores que desenvolvem a actividade nos mercados informais.

Segundo o vice-presidente da CCIJM, José de Sousa, a instituição pretende alargar o projecto às restantes provínciasa partir deste ano. 

“Brevemente a CCIJM e o Ministério do Género, Criança e Acção vão lançar a campanha em Sofala e Nampula, com vista a apoiar idosos, mulheres e raparigas que actuam no sector informal,para melhorar as suas condições de trabalho”, apontou.

Entretanto, alguns vendedores dos mercados municipais de Maputo inscritos na CCIJM queixam-se da dificuldade em aceder ao financiamento bancário.

Lamentam ainda a falta de esclarecimento por parte da instituição sobre os procedimentos a seguir após a inscrição.

De Sousa explicou que alguns informais têm dívidas com a banca, daí que não conseguem um novo financiamento.

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Júlio Manjate

Administrator: Rogério Sitoe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction