Imprimir
Categoria: Maputo
Visualizações: 627

CEM novos autocarros movidos a gás natural e a diesel serão alocados para diferentes rotas da região metropolitana de Maputo, entre os meses de Julho e Agosto.

A iniciativa é da  Agência Metropolitana de Transportes (AMT), sob orientação do Governo, e conta com a participação dos operadores privados. Os novosautocarros vão se juntar aos 362 que já operam na cidade e província de Maputo.

António Matos, Presidente do Conselho de Administração (PCA) da AMT, reconheceu hoje (20) que estes veículos não vão satisfazerà procura, mas, diz, poderão minimizar o problema da falta de transporte.

“Para responder à demanda na área metropolitana de Maputo deve-se alocar mais de mil autocarros, para satisfazer a cerca de três milhões de habitantes”, sublinhou.

A aquisição de autocarros movidos a gás natural tem como objectivo introduzir um sistema de transporte urbano de passageiros amigo do ambiente.

Por outro lado, a entidade está a desenvolver várias actividades nos transportes públicos de passageiros visando garantir que estes não sejam focos de propagação da Covid-19.

Neste contexto, a AMT procedeu, ontem, à entrega de 480 litros de javel e 180 litros de álcool em gel à Federação Moçambicana das Associações dos Transportes Rodoviários (FEMATRO).

“Reforçamos a ligação e coordenação com o Instituto Nacional de Transportes Terrestres (INATTER), Polícia de Protecção e Municipal, da província e cidade de Maputo, visando acabar com o problema de excesso de lotação nos veículos”, apontou.