Imprimir
Categoria: Maputo
Visualizações: 1495

ACABA de ser restituído à liberdade,  Betelson J.,  que na passada sexta-feira (12), foi detido pelo Serviço de Investigação Criminal (SERNIC) por alegadamente ter ofendido a "honra do Chefe de Estado", Filipe Nyusi. 

O homem de 46 anos de idade gravou com um amigo um vídeo em que proferiu palavras injuriosas contra o Chefe do Estado, no âmbito das medidas contra a Covid-19, por na sua opinião, o recolher obrigatório estar desfasado com as condições de circulação, transporte e mobilidade em Maputo.

O SERNIC entendeu que algumas frases proferidas pelo jovem atentam contra a honra do Chefe do Estado e recolheu o homem as celas.

No entendimento da Ordem dos Advogados de Moçambique (OAM), o crime de que Betelson J. é acusado, carecia de queixa particular apresentada pelo ofendido no caso, o Chefe do Estado, e a prisão preventiva devia ter sido em flagrante delito.

A OAM na cidade de Maputo, mobilizou-se para que a Lei fosse cumprida, e no princípio da tarde desta segunda-feira, conseguiram um mandado de soltura e o jovem de 46 anos foi colocado em liberdade.

Na imagem, o jovem agora solto (ao centro) ladeado por membros advogados, nomeadamente, Benedito Cossa e Ericino de Salema.

(Notícias/A CARTA)