PHC

Director: Lázaro Manhiça

A introdução do sistema electrónicode pagamento do estacionamento rotativo  remunerado, denominado M-Estacionamento, na cidade de Maputo, arrancou,no passado dia três deste mês, sem sobressaltos.

“A implementação iniciou de forma tranquila,porque os automobilistas não deixaram de estacionar as suas viaturas nos locais ondeintroduzimos o mecanismo”, disse o presidente do Conselho de Administração da Empresa Municipal de Mobilidade e Estacionamento (EMME), João Ruas.
Explicou que, numa primeira fase, o serviço está disponível em todas as avenidas perpendiculares à24 de Julho até à baixa da cidade e em toda extensão da Avenida 25 de Setembro e visa melhorar a mobilidade nas rodovias, bem como a colecta de fundos para a prestação de serviços aos cidadãos na cidade de Maputo.
Segundo Ruas, no primeiro dia foram contados mais de 400 condutores que usaram o aplicativo, nas primeiras horas do dia.
“Isto mostra que há uma aceitação. O que é bom, porque podemos,com mais confiança e segurança,continuar a implementar o projecto”, frisou.
Revelou que para garantir um início tranquilo foram colocadas,ao longo das avenidas,equipas para auxiliar os automobilistas em caso de dificuldade.
Ruas reconhece a dificuldade de estacionamento na capital moçambicana, apesarda inovação, daí o investimento na construção de quatro  silos, com início ainda este ano.
Primeiramente, serão construídos dois silos,na zona da baixa da cidade de Maputo,com uma capacidade individual para acolher 600 viaturas e os restantes mais tarde.
Porém,segundo Ruas, a construção destesparques de estacionamentonão vai resolvero problemade estacionamento, a avaliar pela quantidade de carros que circulam na cidade de Maputo.
“Dos 20 mil carros que entram na cidade de Maputo, só temos capacidade para acolher 12 mil, o que significa que teríamos que construir outros 12 silospara acomodar o excesso de oito milveículos. Isso não é algo que acontece de um dia para outro”, explicou.
Automobilistas interpelados a propósitoda nova modalidade de estacionamento, desejam que a cobrança do estacionamento seja acompanhada por mecanismos de vigia e protecção contra a vandalização.
Sobre o assunto, o presidente da EMME diz que não é responsabilidade do município proteger as viaturas na via pública.
“O automobilista paga o espaço que ocupa,mas nós não podemos garantir a segurança porque não é nossa responsabilidade”, frisou.
Acrescentou que na baixa da cidade circulam diariamente cerca de 20 mil viaturas, pelo que não seria possível vigia-las todas, porque tal exigiria, no mínimo,15 mil pessoas.
Com a introdução do novo sistema de cobrança electrónica, o Município de Maputo, através da EMME,espera arrecadar cerca de 32 milhões de meticais por mês, valor que será usado na melhoria das infra-estruturas municipais.

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Júlio Manjate

Administrator: Rogério Sitoe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction