Imprimir
Categoria: Maputo
Visualizações: 634

A ECLOSÃO da Covid-19, no país, e em particular na cidade e província de Maputo propiciou o encerramento de diversos postos de trabalho, arrastando milhares de famílias para situação de vulnerabilidade, sobretudo as que dependiam de negócios informais para o seu sustento.

Para minimizar o drama, o Ministério do Género, Criança e Acção Social elaborou o plano de Apoio Social Directo Pós-Emergência (PASD-PE) às famílias necessitadas de todo o país, orçado em 240 milhões de dólares, o equivalente a 13.7 mil milhões de meticais, que está a ser implementado pelo Instituto Nacional de Acção Social (INAS) em colaboração com as equipas administrativas locais.

Entre os grupos prioritários para beneficiar do apoio, correspondente a nove mil meticais, pagos em duas prestações, destacam-se agregados familiares chefiados por pessoas idosas; com doenças crónicas e degenerativas; portadores de deficiência; crianças; mulheres grávidas sem fonte de renda e/ ou vivendo com seis ou mais dependentes.

Pelo menos cento e vinte oito mil famílias, na cidade e província de Maputo foram inscritas no programa, cujo processo de pagamento ainda está em curso. Leia mais