Director: Júlio Manjate

Um cidadão de nacionalidade congolesa está a contas com as autoridades policiais da província do Maputo, desde ontem quarta-feira (11), indiciado de porte de Bilhete de Identidade (BI) falsificado e consequentemente usando identidade falsa.

K. Tierry, que vive em Moçambique há vários anos na condição de refugiado, desembolsou um valor de três mil meticais a um indivíduo que lhe ajudou a obter um assento de nascimento, com a identidade de S. de Sousa, que usou para tratar um Bilhete de Identidade, falsificado.

O porta-voz da Direcção Nacional de Identificação Civil (DNIC), Alberto Sumbane, confirmou a falsidade do assento de nascimento e acrescentou que o Serviço Nacional de Investigação Criminal (SERNIC), a nível provincial, já está a averiguar o caso para a responsabilização dos envolvidos.

Sumbana explicou durante a conferência de imprensa que das diligências feitas, junto à conservatória na qual foi supostamente emitido o assento de nascimento, não foram encontrados registos com o nome de S. Sousa.

“Estamos no encalço dos promotores da fraude, pois não compactuamos com este tipo de comportamento. A narrativa de nascimento apresentada pelo congolês apresenta indícios suficientes de não ser autêntica, pelo que queremos perceber dos suspeitos de envolvimento no caso em que circunstâncias levaram o processo avante”, sublinhou.

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Bento Baloi

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction