Director: Júlio Manjate

As dívidas dos automobilistas resultantes da falta de pagamento do estacionamento rotativo remunerado na cidade de Maputo passarão a ser cobradas de forma coerciva no acto de pagamento do Imposto Autárquico de Veículos, mais conhecido por manifesto.

Actualmente, é comum um condutor estacionar num dado ponto da urbe e sair sem pagar a respectiva tarifa, ficando os cobradores sem mecanismos de evitar que tal ocorra.

Entretanto, o projecto de adopção de novos métodos de pagamento pela Empresa Municipal de Mobilidade e Estacionamento (EMME), que incluem o uso de meios electrónicos, vai contemplar um sistema de verificação de matrículas de viaturas devedoras e indexar na base de dados para efeitos de cobrança no acto de pagamento do manifesto.

João Ruas, presidente do Conselho de Administração da EMME, disse que a verificação das viaturas(matrículas) que devem taxas de estacionamento será feita por uma brigada móvel, sem interpelar os automobilistas, que só serão cobrados na altura da cobrança do Imposto Autárquico de Veículos.

A cobrança coerciva das dívidas e o sistema electrónico no seu todo vão, segundo a fonte, melhorar a colecta de fundos pelo município e resultam de uma parceria público-privada entre a EMME e a Revtec, uma firma do ramo de novas tecnologias de informação e comunicação.

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction