Director: Júlio Manjate

OS vendedores informais da Baixa da cidade de Maputo pedem reintegração no Centro Transmissor de Laulane, situado no bairro com mesmo nome, para prática dos seus negócios.

Após a edilidade retirar os informais dos passeios da Baixa, na última segunda-feira, grande parte dos vendedores tem vindo a se deslocar, diariamente, para o centro transmissor de Laulane.

O espaço pertencia a empresa Aeroporto de Moçambique, mas foi atribuído ao Conselho Municipal de Maputo (CMM) para a construção de um Mercado para albergar vendedores informais. 

Cerca de 800 informais da baixa fizeram-se ao local, na manhã de hoje, para um suposto encontro com a Vereação de Mercados e Feiras da cidade de Maputo.

Até por volta das 11 horas os vendedores visivelmente agastados, um por um, abandonavam o centro transmissor, porque a edilidade não se fez presente.    

Ramos Marrengula, presidente da Associação dos Vendedores Informais (ASSOTSI), mostrou-se preocupado com o facto do local não dispor de condições para a prática do negócio tais como sanitários, água, energia, e bancas para a comercialização de produtos.

Albertina Tivane, porta-voz do CMM, confirmou que o referido espaço pertence a edilidade, contudo indicou que os vendedores devem ocupar as bancas vazias nos 65 mercados municipais.

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction