As autoridades policiais desmentem rumores postos a circular na cidade de Nampula, capital da província homónima, sobre o alegado envolvimento de um médico pediatra, de nacionalidade congolesa, no rapto de menores.

Segundo os mesmos rumores, os raptos teriam ocorrido no bairro de Mutauanha, arredores de Nampula.
Entretanto, o porta-voz da Polícia da República de Moçambique (PRM) em Nampula, Zacarias Nacuti, disse no habitual encontro semanal com a imprensa, segunda-feira, que tudo não passou de uma maquinação engendrada pela mãe de três menores contra o referido médico congolês, tendo como motivação a disputa de protagonismo numa igreja, onde as partes são co-gestoras.
“O que foi possível apurar pela Polícia em torno desta situação é que se trata de uma contradição entre duas famílias. A senhora acusou o tal médico de ter raptado os seus filhos menores, mas afinal a desavença reside na gestão de uma igreja, onde a senhora reivindica algum direito sobre ela, já que o seu marido, um dos gestores, faleceu, recentemente”, explicou Nacuti.
“O que a investigação apurou é que esta senhora forjou esta situação com o intuito de tirar da circulação o médico. Aliás, eram duas famílias que tinham relações muito próximas. Não se tendo confirmado as acusações, no que diz respeito à Polícia, o cidadão congolês segue em liberdade para fazer a sua vida”, acrescentou.

“Por conta disso, foram detidos 18 indivíduos residentes naquele bairro, por terem liderado a onda de vandalismo, que culminou com a destruição de bens materiais do então acusado de ser mentor dos raptos de menores, situação que, como disse, não se confirmou”, afirmou.
Sobre a operatividade policial, o porta-voz informou que nos últimos sete dias foram detidos 59 indivíduos envolvidos em diferentes práticas criminais, incluindo roubos, assaltos, desvio e venda no mercado informal de medicamentos subtraídos no Sistema Nacional de Saúde.
No mesmo período, a PRM também baleou, mortalmente, um individuo membro de um trio, que acabava de assaltar uma residência no bairro da Muhala Expansão, onde roubou uma viatura.
O trio envolveu-se numa troca de tiros com a Polícia e um dos malfeitores acabou sendo atingido, mortalmente. A PRM conseguiu neutralizar o motorista da viatura roubada e recuperar uma pistola, uma arma de fabrico caseiro e uma catana, que estavam na posse dos assaltantes.
A PRM disse ainda que prossegue a campanha contra a venda de medicamentos no mercado informal.

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction