Director: Lázaro Manhiça

As autoridades governamentais de Nampula afirmam que já está garantido o abastecimento de combustível à zona norte, a partir da cidade portuária de Nacala, após o incêndio ocorrido na quinta-feira nas instalações da empresa Petróleos de Moçambique (Petromoc).
O secretário de Estado da província de Nampula, Mety Gondola, disse ontem à AIM que foram encontradas alternativas para o abastecimento dos camiões, referindo que o incidente resultou num morto e elevados danos materiais.
“Lamentamos profundamente a morte de uma pessoa que sofreu na altura do acidente, embora tenha sido socorrida. A empresa Petromoc vai providenciar todo o apoio necessário à família enlutada, a quem apresentamos as nossas condolências”, afirmou.
O governante também confirmou que está garantido o fornecimento de combustíveis à zona norte do país a partir do Porto de Nacala.
“Nada está condicionado, o fornecimento continuará normalmente, pois usaremos a linha que abastece a parte ferroviária para fazê-lo também nos camiões. Também temos repositórios na cidade de Nampula, quer de combustíveis para viaturas quer para a aviação civil, portanto, não está comprometido o abastecimento de uma maneira geral”, anotou.
Segundo Mety Gondola, os resultados do primeiro relatório preliminar sobre o incêndio serão conhecidos brevemente, mas as causas do acidente serão aprofundadas nos próximos dias para o apuramento de responsabilidades.
 
“Estivemos no local do incidente e fomos informados pela direcção da instituição, inclusivamente pelo presidente do seu Conselho de Administração, do sucedido. Realmente, os danos materiais são consideráveis: dois camiões, duas plataformas de abastecimento e parte das instalações administrativas. Contudo, esperamos o apuramento de responsabilidades de todos os operadores envolvidos”, avançou.
 
Gondola acrescentou que, graças à intervenção dos operacionais de combate a incêndios, os grandes reservatórios da Petromoc de Nacala-Porto não foram atingidos, o que resultaria em danos materiais muito elevados.
Comments

A província de Nampula registou nos primeiros três meses do presente ano, 215 novos casos da lepra, contra 173 diagnosticados, em igual período do ano transacto, o que denuncia uma tendência de crescimento na ordem de 24 por cento na província de Nampula.

O supervisor provincial do programa do controlo da lepra em Nampula, Domingos Treva, disse que a maior parte dos casos foram registados nos distritos de Eráti e Mogovolas.

“Os casos foram diagnosticados principalmente em adultos, mas dos 215, cerca de oito por cento são crianças. É um aumento preocupante nesta camada da sociedade, tendo em conta que em igual período do ano passado, o aumento nas crianças foi de 2 por cento”, explicou.

A fonte afirmou que actualmente várias brigadas técnicas do sector da saúde encontram-se, não só naqueles distritos com incidência da doença, como noutros da província de Nampula, onde estão a fazer monitoria de doentes, oferta de medicamentos entre outros cuidados sanitários.

Aquele responsável destacou o facto de o tratamento da lepra ser gratuito, desde que a pessoa seja diagnosticada e se dirija às unidades sanitárias, cujo seguimento é feito desde o primeiro ao décimo segundo mês.

Aliás, as autoridades da saúde em Nampula têm feito campanhas de tratamento da lepra, principalmente nos distritos considerados propensos, devido ao registo de novos casos da doença, isso depois de ter sido concluído o processo de busca activa pelos activistas.

Mouzinho de Albuquerque 

 

Comments

Mais de 400 barracas de venda de bebidas alcoólicas foram compulsivamente fechadas, desde o passado fim-de-semana, em Nampula, por desobediência ao Estado de Emergência devido a calamidade pública causada pela pandemia da covid-19.

As medidas foram adoptadas pelo Governo de Moçambique através de um decreto de execução administrativa sobre o Estado de Emergência, que preconiza a paralisação daquele tipo de actividade, por ser um foco de eventual propagação do novo coronavírus.

O encerramento foi desencadeado em coordenação com a Polícia da República de Moçambique (PRM) e o Conselho Autárquico que resultou igualmente na detenção de oito indivíduos, sendo que quatro homens e igual número de mulheres, indiciado de desobediência.

O delegado do Instituto Nacional das Actividades Económicas em Nampula, Hélio Rareque, informou-nos que na mesma operação, foram apreendidas 900 garrafas de cervejas que a posterior serão destruídas.

“Estamos a fazer cumprir as recomendações do Governo. Discotecas, bares e barracas venda de bebidas alcoólicas não podem funcionar até que haja, uma ordem contrária”, disse Rareque.

Areno Fugão

Comments

As mulheres de Nacala-porto, na província de Nampula, estão sensibilizadas para evitar euforias durante a celebração do 7 de Abril, sendo que as festas devem ser realizadas em fórum familiar de forma restrita.

O pronunciamento é da secretária distrital da Organização da Mulher Moçambicana (OMM), de Nacala-porto, Julieta Calavete, salientando que o dia 7 de Abril de 2020 é celebrado num período atípico do ponto de vista de saúde mundial devido ao novo coronavírus.

E Moçambique não é uma ilha. Aliás, recordou que o nosso país está em Estado de Emergência, ao que se exige a observância das medidas de prevenção para evitar a propagação da doença.

Calavete disse que a mulher desempenha um papel importante no processo de prevenção, pois ao longo dos tempos tem demonstrado capacidade de mobilização e educação do tecido humano.

A nossa fonte afirmou que do mesmo jeito que no passado a mulher lutou lado a lado com os homens para combater o colonialismo português para libertar o homem e a terra, hoje essa mesma mulher deve mostrar que as suas capacidades de fazer parte do processo de combate aos males que apoquentam a sociedade.

“O mundo parou por causa da Covid-19. A mulher de Nacala-porto está sensibilizada que deve acatar as medidas de prevenção. Por isso, a obrigação é no sentido que essas regras devem ser observadas, inicialmente, ao nível das nossas casas”, precisou.

Segundo Calavete, uma das formas de demonstrar o nível de sensibilidade para com a doença da Covid-19 é ficar em casa, festejar com a família e evitar as euforias.

Por seu turno, o administrador do distrito de Nacala-porto, Fernando Doda, reiterou que as mulheres precisam observar com rigor as medidas de prevenção do novo coronavírus.

No entanto, há um trabalho conjunto entre os agentes da Polícia da República de Moçambique e os membros da Polícia Municipal e Fiscalização para orientar toda a população para a necessidade de evitar as aglomerações.

E se as acções de sensibilização não surtirem os efeitos desejados, as autoridades vão pautar pelas medidas coercivas, pois as medidas preventivas são de cumprimento obrigatório.

Sérgio Fernando– 07.04.2020

Comments

No âmbito do cumprimento das recomendações das autoridades, visando prevenir a propagação do COVID-19, o Corredor de Nacala anunciou, em comunicado, o cancelamento do comboio que circula no troço Cuamba-Entre Lagos.

Foram suspensas as viagens realizadas as quintas e sextas-feiras e reduzida a lotação de passageiros nas carruagens executivas, de 56 para 28 pessoas, e nas económicas, de 90 para 40 passageiros.

Os gestores das empresas que lidam com as actividades do Corredor de Nacala também envolveram-se no reforço das medidas de prevenção da pandemia do coronavírus para evitar a sua propagação no seio dos passageiros de comboio, colaboradores e até das tripulações de navios que atracam no Porto Multiuso de Nacala-à-Velha e dos fornecedores.

A instituição disponibiliza água, sabão e outros desinfectantes, nas estações, para os passageiros lavarem as mãos antes e no fim da viagem.

Os funcionários em regime administrativo foram dispensados para realizarem as suas actividades a partir de casa e aos colaboradores dos navios distribuídos materiais de protecção e instituída a obrigatoriedade de manterem uma distância de um metro e meio com as tripulações de navios que atracam no porto de Nacala-à-Velha.

O documento refere que foi estabelecido o controlo rigoroso das tripulações dos navios, com informação antecedida sobre os últimos 10 portos escalados e o tempo de trânsito.

O colectivo de direcção cancelou a sua sessão habitual, na sequência das reuniões presenciais com os fornecedores. Todas as medidas são reforçadas, na tentativa de evitar a propagação do novo coronavírus, segundo a fonte.

Comments

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Júlio Manjate

Administrator: Rogério Sitoe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction