Imprimir
Categoria: Assim vai o mundo
Visualizações: 3654

CERCA de 3,6 milhões de eleitores libaneses são chamados amanhã às urnas para as primeiras eleições legislativas em quase uma década e nas quais se estreia uma nova lei eleitoral.

As últimas legislativas ocorreram em 2009 e o mandato dos deputados deveria ter terminado em 2013, tendo sido aprovadas várias extensões do mesmo, evocando-se questões de segurança relacionadas com a guerra na vizinha Síria. O sistema político libanês distribui o poder entre as diferentes comunidades religiosas do país e os principais partidos são liderados por dinastias políticas. Amanhã serão escolhidos de entre 583 candidatos, distribuídos por 77 listas, os ocupantes dos 128 lugares no Parlamento, que deve ter igual número de cristãos e muçulmanos. As eleições deverão completar um processo de estabilização do país.