Imprimir
Categoria: Desporto Internacional
Visualizações: 1115

A União Desportiva do Songo foi ontem, em Joanesburgo, eliminada da Taça CAF pelo Bidvest Wits, após derrota humilhante, por claros 0-6, em jogo da segunda “mão” do “play-off” de acesso à fase de grupos da competição.

O Songo sai desta eliminatória com um agregado desfavorável de 1-8, isto após desaire, por 1-2, no Estádio Nacional do Zimpeto, uma semana antes no embate da primeira “mão”.

Ontem os erros defensivos é que ditaram o desaire. Dois golos sofridos na primeira parte, ambos na sequência de penaltes evitáveis cujos lances emergem de perdas infantis de bolas, e quatro tentos sofridos na segunda metade com Guirrugo, Bhéu e sobretudo Amorim a serem os maus da fita.

Aliás, na noite de ontem o Songo só apareceu na primeira metade, na segunda andou perdido em campo, pelo que o adversário até podia ter feito mais.

Nota negativa também para o técnico Nacir Armando que não soube gerir as operações. A equipa precisava de reforçar o caudal ofensivo, mas preferiu manter um avançado (Telinho) em todo o jogo quando as opções não faltavam. Após esta eliminação, a UD Songo resta lutar pelo Moçambola e pela Taça de Moçambique.