Director: Lázaro Manhiça

A SELECÇÃO Nacional Sénior Masculina de Basquetebol fez um ensaio táctico e físico, tendo sido derrotada (96-95) pela sua congénere do Ruanda, no único jogo de controlo antes da estreia, amanhã, na primeira janela de qualificação ao Afrobasket-2021, que se prolonga até sexta-feira, em Kigali, capital ruandesa.

O jogo foi confirmado na tarde de domingo e disputado no Kigali Arena na noite do mesmo dia. A diferença de 31 pontos põe a nu a falta de ritmo dos atletas nacionais, mostrando um défice físico, havendo a recordar que há oito meses que foram canceladas as competições no país.

No primeiro quarto Moçambique até saiu em vantagem (16-20), numa altura em que as duas equipas pareciam equivalentes, algo que se repetiu no segundo quarto (18-20). Mas o intervalo colocou à superfície, acima de tudo, as debilidades físicas do “cinco” nacional.

No terceiro quarto Ruanda mostrou a sua frescura física, a ponto de criar uma diferença de 21 pontos (40-19). Os pupilos de Milagre Macome não conseguiram contrariar a tendência dos anfitriões, acabando por marcar apenas sete pontos, contra 22 dos donos da casa.

Se o confronto contra Ruanda era de carácter particular, a partir de amanhã tudo será mais a sério. A estreia será diante de Senegal. Na quinta-feira o desafio será diante de uma outra potência africana, Angola. Moçambique fecha as contas desta primeira janela contra o Quénia, finalista do AfroCan.

Recorde-se que Moçambique foi a Kigali desfalcado. Primeiro foi a falta de ritmo por causa da suspensão de treinos e competições devido à pandemia da Covid-19, para não falar dos casos positivos que pioraram ainda mais a situação do combinado nacional.

 

Comments

O SECRETÁRIO de Estado do Desporto (SED), Carlos Gilberto Mendes, recebeu recentemente os atletas de Judo que participaram do IV Open Africano da modalidade que decorreu em Dacar, no Senegal.

A competição, que contava para a pontuação do ranking mundial da modalidade, decorreu de nos dias 14 e 15 de Novembro. Moçambique fez-se representar por Ayton Siquir,na categoria de 73 kg, que terminou em 5º lugar, Jacira Ferreira, na categoria 52 kg e Kevin Loforte, 66 kg,conquistaram medalhasde bronzes.

Como percurso para os Jogos Olímpicos Tóquio 2021, os atletas vão participar do Campeonato Africano de Judo que se realiza no próximo mês de Dezembro, na capital dos Camarões, Yaoundé.

Nesta prova continental,espera-se que os atletas melhorem a sua performance e ganhem pontos para garantir a participação na maior prova desportiva do mundo.

Na recepção aos atletas, Carlos Gilberto Mendes encorajou os atletas a conseguirem mais pontos e acreditarem no sonho olímpico.

“Congratulo-vos por este feito e acredito que têm tudo para se qualificar para os Jogos Olímpicos. Aproveitem estas oportunidades para melhorarem a perfomance, explorem a vertente dos estágios pré-competitivos” disse o Secretário de Estado, encorajando os atletas a observarem as medidas de precaução da covid-19, de forma a não perderem a qualificação olímpica.

“Agradecemos esta proximidade do Secretário de Estado do Desporto, encoraja-nos a enfrentar os desafios que temos pela frente. É nossa preocupação a baixa de competitividade interna e nós precisamos de referências para disputar ao nível interno,” disse Ayton Siquir, tendo acrescentado, “por exemplo a Jacira Ferreira é a única atleta feminina”

Participaram também da recepção aos atletas, Quadros da Secretária de Estado do Desporto, Fundo de Promoção Desportiva, Comité Olímpico de Moçambique e Federação Moçambicana do Judo.

Comments

A SELECÇÃO Nacional sénior masculina de basquetebolrealizou, na tarde de ontem, o seu primeiro treino emKigali (Ruanda), onde disputará, entre quarta e sexta-feira, da primeira janela de qualificação ao Afrobasket-2021.

A realização do treino foi autorizada pela FIBA-África depois que todos os elementos da delegação moçambicana teremtestadonegativo à Covid-19, cujos testes foram realizados sábado.

Após o resultado, o seleccionador nacional Milagre Macome não perdeu tempo e juntou, nas primeiras horas de ontem, os seus atletas para um treino de relaxamento e já no período da tarde treinou na Arena Kigali, o pavilhão que vai acolher os jogos deste evento qualificativo para o Campeonato Africanode 2021.

Moçambique estreia-se, nesta primeira janela de acesso ao Afrobasket-2021, amanhã, quarta-feira, diante da sua congénere de Angola e no dia seguinte (quinta-feira) defronta Senegal, terminando a sua participação na sexta-feira diante de Quénia.

Lembre-se que Moçambique viajou sexta-feira à Kigali condicionado por conta dos testes positivos ao novo coronavírus, que afastaram Kendall Manuel (EUA), Nelson Jossias (UD Oliveirense de Portugal), Baggio Chimondzo, Ermelindo Novela e Stélio Rodrigues (todos do Ferroviário de Maputo).

Moçambique está em Kigali com 10 atletas enquanto se espera pela chegada do poste Jeremias Manjate (Sporting de Portugal)que não integrou o grupo que partiu de Maputo com os seguintes atletas: BasesPio Matos, Orlando Novela (Ferroviário de Maputo; extremos: Milton Caifaz, Hugo Martins, David Canivete (Ferroviário de Maputo) e Ismael Nurmamad (Ferroviário da Beira); postes: Custódio Muchate, Inélcio Chire (Ferroviário de Maputo), Octávio Magoliço (Costa do Sol)eHelton Ubisse (Ferroviário da Beira).

Comments

A INTERNACIONAL moçambicana Tamara Seda recebe hoje o Valência Basket, em partida da décima jornada da Liga Endesa (Liga Espanhola). O Araski, da poste da Selecção Nacional, vem de uma pesada derrota diante do Tenerife, por 77-57.

Neste momento, a equipa de Tamara ocupa a décima terceira posição, com 12 pontos, resultantes de três vitórias e seis derrotas em nove partidas realizadas. O Araski tem a difícil missão de travar a invencibilidade do seu adversário e regressar às vitórias, depois de ter perdido os últimos três jogos da Liga.

A tarefa, complicada diga-se, torna-se mais difícil por ter de enfrentar o Valência, que ocupa a segunda posição. O Valência não sabe perder nesta temporada (2020-2021), somando 20 pontos em 10 jogos. É a única equipa que ainda não perdeu, a par do líder Perfumarias Avenida, líder invicto da Liga Endesa.

LEIA DONGUE SÓ NO SÁBADO

A outra internacional moçambicana, Leia Dongue, entra em cena sábado, quando se deslocar ao terreno de Bourges Basket. O Nantes, de Tanucha, como também é tratada a moçambicana, ocupa a quinta posição da Liga francesa, em consequência de uma vitória e quatro derrotas, em cinco partidas, somando seis pontos.

Já o seu adversário de sábado, o Bourges, está na antepenúltima posição, apenas acima de Charnay e Lyon, na décima primeira e décima segunda posição, respectivamente.

Isto não significa que a equipaseja teoricamente fraca, até porque somou por vitórias os dois jogos realizados, antevendo-se uma partida difícil para a equipa da estrela moçambicana, que precisa de regressar às vitórias.

Comments

A PRIMEIRA edição da Liga Africana de Basquetebol (LAB), competição criada e co-organizada pela Liga Norte Americana de Basquetebol (NBA) já não vai acontecer este ano como estava previsto. A mesma foi adiada para o primeiro semestre do próximo ano em virtude do surto da nova vaga dos casos da Covid-19, sobretudo na Europa e Estados Unidos da América, de onde deveriam vir os mais de 300 comissários escalados para este evento. Leia mais

Comments

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Júlio Manjate

Administrator: Rogério Sitoe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction