Imprimir
Categoria: Desporto Nacional
Visualizações: 550

A SELECÇÃO Nacional de Futsal parte esta tarde rumo à capital tailandesa, Bangkok, onde de 25 a 30 deste mês participa do Torneio Continental da modalidade, que contará com oito selecções de três confederações continentais.

O combinado nacional fez entre segunda-feira e ontem duas sessões de treino, por sinal as últimas em Maputo, com o grupo reduzido de 18 para 16 jogadores, dado que nos testes rápidos da Covid-19 dois atletas acusaram positivo, pelo que não entraram na bolha de segurança, num dos hotéis da capital. Tiveram de voltar para casa, tendo regressado na manhã de ontem à sede da Federação Moçambicana de Futebol (FMF) para efectuar o teste PCR, cujos resultados só serão conhecidos hoje, horas antes da viagem. Quem acusar positivo no PCR fica definitivamente em terra, sendo que no caso dos dois atletas a equipa técnica ainda tem esperança de levá-los a Bangkok.

Caso os resultados positivos prevaleçam, o seleccionador nacional, Faruk Ismael, mais conhecido por Farukito nos meandros desportivos, já sabe que não terá oportunidade de chamar substitutos, pelo que se viajará com o grupo amputado.

Entretanto, na noite de segunda-feira a selecção fez um treino essencialmente virado para a recuperação física e aspectos técnicos no capítulo da finalização, sobretudo em situações de contra-ataques. Aliás, Farukito puxou muito a equipa neste quesito, pois na Tailândia, segundo reitera, não quer uma equipa perdulária. Há que se ser eficaz, até porque as oportunidades de golo podem não ser muitas, dada a qualidade dos oponentes. Ontem houve uma sessão bidiária, a primeira por volta das 11.00 horas da manhã e a última às 18.00. A sessão nocturna foi a última em Maputo, sendo que em Bangkok estão projectados dois ou três treinos antes do jogo inaugural frente à anfitriã Tailândia.

A estreia está marcada para domingo, a partir das 16.00horas locais (11.00 em Maputo). Essa partida é do Grupo “A”, onde ainda fazem parte o Uzbequistão e Kosovo, que jogam entre si na primeira jornada.

O Grupo “B” é composto por Egipto, Tajiquistão, Irão e Lituânia.

Esta prova está sob a alçada da FIFA, envolvendo parte das selecções melhor posicionadas no “ranking” ou que têm vindo a registar crescimento nos últimos tempos.

A competição serve, por outro lado, de preparação para o Campeonato do Mundo a ter lugar entre Setembro e Outubro na Lituânia. Moçambique, Kosovo e Tajiquistão são as únicas selecções que não estão apuradas para o “Mundial”, mas com um bom registo internacional nos últimos anos.

As restantes cinco selecções estarão na competição planetária.

Refira-se que Moçambique esteve no Mundial-2016, na Colômbia, naquela que foi a sua primeira participação de sempre em “Mundiais”. Quanto ao Torneio Continental da Tailândia, esta é a segunda vez que o nosso país toma parte, depois da primeira presença em 2017.

A comitiva moçambicana será composta por cerca de 30 pessoas, entre atletas, treinadores, pessoal médico e de apoio, imprensa e dirigentes. O desembarque em Bangkok está previsto para o início da tarde de amanhã.