Director: Júlio Manjate

A SELECÇÃO Nacional de Futebol inicia esta amanhã (10:30h) a preparação da deslocação à Nairobi, onde domingo mede forças com a sua congénere do Quénia, em jogo de carácter particular pontuável para a Data-FIFA. A equipa nacional deverá fazer uma sessão de treinos ligeira no Estádio Nacional do Zimpeto, com quase todos os 20 convocados pelo seleccionador nacional, Luís Gonçalves, à excepção de Reinildo e David Malembana, que, segundo o secretário-geral da Federação Moçambicana de Futebol (FMF), Filipe Johane, são esperados esta manhã na capital do país. Leia mais

Comments

O Costa do Sol tornou-se cada vez mais líder do Moçambola-2019 ao vencer, ontem, no Estádio da Machava, o Ferroviário de Maputo, por 2-1, em partida a contar para a 23.ª jornada.

Os “canarinhos” assumem já o favoritismo na luta pelo título, pois, com a vitória, passaram a somar 48 pontos, estando bem distantes dos seus rivais. A União Desportiva do Songo (39) empatou no “calderão” do Chiveve com o Ferroviário da Beira (1-1).

São nove pontos que separam os tetenses do líder, mas possíveis de serem feitos pelos actuais campeões nacionais se vencerem os três jogos que têm a menos.

Já os “locomotivas” da capital (38) estão a 10 pontos do comandante. Na pior situação estão os “locomotivas” beirenses, com (36).

A UD Songo é o actual campeão e que, pelas contas (tem menos três jogos), está em condições de alcançar os “canarinhos”.

O Textáfrica deu um salto do oitavo para o quinto posto, ao receber e vencer a ENH (30) por 1-0. Os “fabris” trocaram de posição com os “hidrocarbonetos”, já ultrapassados também pelo Incomáti e Chibuto, estes que jogaram entre si e empataram a um golo.

A ENH está, por sua vez, igualada em pontos (30) com o Ferroviário de Nacala, que recebeu e goleou o “lanterna vermelha” Têxtil, por 4-0, e o Desportivo de Nacala, que travou o seu homónimo de Maputo com um nulo na abertura da ronda, na sexta-feira, no Estádio Nacional do Zimpeto. Os “alvi-negros” (29) estão também igualados em pontos com o Maxaquene, que recebeu e venceu o Baía de Pemba (1-0), e à Liga Desportiva de Maputo, travada em casa pelo Ferroviário de Nampula (1-1).

Refira-se que o Moçambola pára no próximo fim-de-semana, em virtude da deslocação da Selecção Nacional, os “Mambas”, que na próxima quarta-feira vai defrontar a sua congénere do Quénia em jogo amigável inserido na data-FIFA.

RESULTADOS E CLASSIFICAÇÃO ACTUAL

Fer. Maputo-Costa do Sol (1-2)

Fer. Beira-UD Songo (1-1)

Desp. Maputo-Desp. Nacala (0-0)

Liga Desportiva-Fer. Nampula (1-1)

Incomátio-Chibuto (1-1)

Maxaquene-Baía Pemba (1-0)

Fer. Nacala-Têxtil (4-0)

Textáfrica-ENH (1-0)

        J           V         E          D         B         P

1º. Costa do Sol          23        14        6          3          41-19   48

2º. UD Songo              20        12        3          5          30-17   39

3º. Fer. Maputo           23        10        8          5          25-15   38

4º. Fer. Beira               23        9          9          5          24-17   36

5º. Textáfrica               23        9          5          9          18-25   32

6º. Incomáti                 22        8          7          7          22-21   31

7º. Chibuto                  23        9          4          10        24-24   31

8º. ENH                       23        7          9          7          24-24   30

9º. Fer. Nacala            22        8          6          8          22-23   30

10º. Desp. Nacala       23        8          6          9          20-25   30

11º. Desp. Maputo       23        7          8          8          26-20   29

12º. Maxaquene          22        7          8          7          24-23   29

13º. Liga Desportiva    23        8          5          10        19-23   29

14º. Fer. Nampula        23        6          7          10        27-30   25

15º. Baía de Pemba     23        5          6          12        20-35   21

16º Têxtil                      22        2          7          12        11-32   13

Comments

MOÇAMBOLA-2019: Atenções viradas para Maputo e Beira

AS atenções desportivas deste fim-de-semana estão todas viradas para as cidades de Maputo e Beira, onde terão lugar os jogos mais importantes da 23ª jornada do Moçambola-2019.

O Costa do Sol, comandante isolado da prova, terá amanhã, no Estádio da Machava, um teste de fogo quando, a partir das 15.00 horas, medir forças com o eterno rival, o Ferroviário.

A liderar com 45 pontos, mais sete que a União Desportiva do Songo, os “canarinhos” têm fortes esperanças que finalmente neste ano será quebrado o jejum de 12 anos sem erguer o “canecão” mais desejado do panorama futebolístico nacional. A última vez que conquistaram o título foi em 2007. Sublinhe-se que, quando faltam oito jornadas para o término da prova, Costa do Sol e UD Songo têm um e três jogos por realizar, respectivamente, facto que pode provocar mexidas no topo.

Se o “canário” voa até ao vale do Infulene para um jogo sempre de grande risco, os “hidroeléctricos” também enfrentam uma missão espinhosa na visita ao campo do Ferroviário da Beira, que ocupa a quarta posição com 35 pontos e em caso de vitória iguala na classificação o seu opositor da tarde de amanhã. Estão criadas as condições para se assistir a um jogo de grande nível no Chiveve.

Já no que toca à luta pela manutenção, vários desafios marcam a ronda 23. Na única partida agendada para hoje a Liga Desportiva de Maputo, que vem de duas vitórias consecutivas, o que lhe valeu sair da zona de despromoção, recebe o Ferroviário de Nampula, em situação aflita.

Noutros jogos marcados para amanhã, ainda envolvendo formações a precisarem obrigatoriamente de pontuar, o Maxaquene bate-se com o Baía de Pemba, e Ferroviário de Nacala enfrenta o Têxtil do Púnguè.

No campo da Soalpo enfrentam-se Textáfrica e ENH de Vilankulo, duas equipas tranquilas a meio da tabela. Também confortáveis a meio da tabela estão Incomáti e Chibuto, que jogam hoje entre si.

Comments

A VIGÉSIMA terceira jornada do Moçambola-2019 abre esta tarde (16.00 horas) com o Desportivo de Maputo a receber o seu homónimo de Nacala no Estádio Nacional do Zimpeto, à busca de lugares mais seguros na classificação.

Tal como os nacalenses, os “alvi-negros” lutam pela manutenção e o seu actual posicionamento na tabela classificativa é revelador disso. Estão na 10.ª posição com 28 pontos, menos um que o seu adversário da ronda. Este cenário não lhes confere, apesar do factor casa, qualquer favoritismo, sendo que tudo pode acontecer no Zimpeto.

A 23.ª ronda reserva-nos mais um “clássico”, desta feita entre o Ferroviário de Maputo e o líder Costa do Sol, a realizar-se domingo no Estádio da Machava. É um duelo que não vai mudar nada na liderança, depois de o Costa do Sol ter vencido na anterior jornada o clássico com o Desportivo de Maputo, resultado que lhe coloca com sete pontos de vantagem em relação aos “locomotivas” da capital, que ocupam o terceiro posto, e a União Desportiva do Songo, na segunda posição. Com responsabilidades acrescidas está o Ferroviário de Maputo, que deve vencer se quiser continuar a alimentar as esperanças na luta pela conquista do título.

Com menos dois jogos, a União Desportiva do Songo desloca-se ao caldeirão do Chiveve para uma difícil missão, também no domingo, diante do Ferroviário da Beira, que se atrasa na corrida ao título. Os “locomotivas” estão a 10 pontos do alcance do líder, mas mesmo assim ainda vão a tempo de recuperar o espaço perdido, o que requer muito esforço. Aliás, deve começar por vencer este duelo perante um candidato acérrimo ao título. Aliás, a UD Songo é o actual detentor do título.

Não menos interessante é o frente-a-frente entre o Textáfrica e o ENH de Vilankulo, formações que sofreram um revés com derrotas na última ronda. Os “fabris” querem, tal como os “hidrocarbonetos”, maior conforto na tabela, ante a pressão que sofrem actualmente dos seus mais directos concorrentes, e vão explorar o factor casa para lograr os seus intentos.

O Incomáti recebe o Chibuto, ambos também à busca de maior conforto. Os “açucareiros” também vão explorar o factor casa para dar ar à sua graça, perante uns “guerreiros” que não ficaram satisfeitos com o empate caseiro diante do Ferroviário de Nacala.

Enquanto isso, a Liga Desportiva de Maputo pode voltar amanhã a sorrir na recepção ao Ferroviário de Nampula, uma das equipas mais fracas do campeonato, à busca da salvação. A Liga vem de uma vitória no terreno do Têxtil e ganhou algum alento na busca de saída da zona perigosa e que quer explorar para conquistar mais três pontos. Os “fabris”, por sinal “lanternas vermelhas” do certame, jogam no domingo em Nacala com o Ferroviário local, quase já condenados à falência.

Em situação precária está o Maxaquene, que recebe o também frágil Baía de Pemba na esperança de vencer para livrar-se da zona da despromoção. Sob a “linha de água”, os “tricolores” não têm conseguido sair da crise de resultados em que se encontram.   

Comments

QUEM falha assim não merece ganhar! Esta frase resume bem o que se passou no Estádio da Machava. Um Ferroviário bastante perdulário e que deve culpar-se a si próprio por não ter ido além do empate a uma bola com o Textáfrica, um resultado comprometedor para o jogo da segunda “mão”.  Contra todas as expectativas, o Textáfrica entrou a mandar no jogo. Controlou as operações a meio-campo e com dois ou três toques chegava com perigo à área contrária. Foi com esse futebol simples e eficaz que aos 16 minutos ganhou um penálti, que quanto a nós foi assinalado de forma injusta. Leia mais

Comments

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Bento Baloi

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction