Director: Júlio Manjate

O “aflito” Maxaquene defronta, esta tarde (15.00 horas), no campo do Afrin, o Ferroviário de Nacala, em jogo que abre a 26.ª jornada do Moçambola. Em causa está mais uma final para o histórico Maxaquene, cinco vezes campeão nacional (1984, 1985, 1986, 2003 e 2012), que vive um momento delicado e até dramático na presente edição do Moçambola, na medida em que está na iminência de cair para a segunda divisão pela primeira vez na sua história. 

Quando faltam cinco jornadas para o término da competição futebolística mais importante a nível nacional, os “tricolores” ocupam o 13.ª lugar com 29 pontos, estando a dois do Incomáti, a primeira equipa posicionada acima da linha de “água”. Face a este cenário, pontuar esta tarde é mais do que uma obrigação para a turma treinada por Amide Tarmamad, mas é preciso frisar que doutro lado estará um Ferroviário de Nacala que ainda não tem assegurada a manutenção, pelo que irá também vestir o “facto macaco” para sair com os três pontos. Os nacalenses ocupam o oitavo lugar com 33 pontos. De salientar que, na primeira volta registou-se um empate a duas bolas.

Os restantes jogos realizam-se amanhã com realce para a deslocação do líder, Costa do Sol, ao difícil campo do Desportivo de Nacala, enquanto a União Desportiva do Songo, segundo classificado com menos dois jogos, recebe a ENH.

Outras partidas: Fer. Maputo-Fer. Nampula, Têxtil-Desp. Maputo, Fer. Nampula-Fer. Beira, Baía de Pemba-Incomáti e Liga Desportiva-Textáfrica.

Comments

O Desporto de Maputo recebe esta noite (18.30h), no Estádio Nacional do Zimpeto, o Chibuto em jogo que abre a 25.ª jornada do Moçambola-2019.

É uma equipa “alvi-negra” que subirá ao relvado do Zimpeto sob pressão, pelo facto de precisar de pontuar para fugir dos lugares de despromoção, e igualmente em estado de tensão pela actual situação financeira que vive, tendo motivado ataques de Semedo à direcção e consequentemente a sua despedida do comando técnico. É portanto, um Desportivo a viver uma espécie de estado de sítio que enfrentará os “guerreiros”, que estão tranquilos e com a manutenção praticamente garantida.

Na classificação, o Desportivo ocupa a 12.ª posição com 29 pontos e o Chibuto é sexto com 33.

A ronda prossegue amanhã com mais jogos envolvendo equipas que estão na luta pela manutenção. A ENH de Vilankulo (9.º, 30 pts.) bate-se com Desportivo de Nacala (7.º, 33 pts.), o Ferroviário de Nacala (11.º, 29 pts.) defronta o Baía de Pemba (15.º 22 pts.), enquanto a Liga Desportiva de Maputo (10.º, 30 pts.) ombreia com o Maxaquene (13.º, 26 pts.).

No topo da tabela, a corrida pelo título está fervorosa com Costa do Sol (1.º, 51 pts.) e União Desportiva do Songo (2.º, 48 pts.) a prometerem uma luta titânica até a última jornada. Para já, nesta ronda estarão apenas em acção os “canarinhos”, que domingo, visitam o Textáfrica, enquanto os “hidroeléctricos” voltam a ficar de fora devido ao compromisso na Taça CAF. Assim, em caso de vitória, o “canário” pode voltar a ter seis pontos de vantagem sobre a UD Songo, embora à condição, visto que o rival passará a ter menos dois jogos.

Ainda no domingo, Incomáti (8.º, 31 pts.) recebe o Ferroviário de Nampula (14.º, 28 pts.), num duelo entre conjuntos que lutam pela manutenção, enquanto o Ferroviário da Beira (3.º, 39 pts.) esgrime forças com o Têxtil do Púnguè (16.º e último, 16 pts.) já praticamente condenado à descida.

DESPORTIVO DE MAPUTO: Sai Semedo entra Dário

Dário Monteiro é o sucessor de Artur Semedo no comando técnico da equipa principal de futebol do Desportivo, conforme anunciou ontem a direcção do clube em conferência de imprensa.
Dário Monteiro orientou ainda na manhã de ontem o primeiro treino da equipa no Estádio Nacional do Zimpeto. O acordo é válido até ao final da temporada em curso, havendo ainda alguns ajustes contratuais por acertar com a Federação Moçambicana de Futebol, uma vez o treinador ser em simultâneo seleccionador nacional de Futebol Sub-20.
Inácio Bernardo, presidente do Desportivo, disse que em princípio a rescisão contratual com Artur Semedo é amigável, bastando o técnico responder a uma proposta que lhe foi apresentada.
A saída de Artur Semedo foi envolta em polémica, depois que, semana passada,  queixou-se de falta de condições de trabalho, nomeadamente de campo para treinar e atrasos salariais.
A direcção do clube confirmou existirem atrasos salariais para com parte dos treinadores, “mas não de seis meses como o treinador referiu. E não vamos fornecer detalhes porque esse assunto constitui sigilo profissional”, disse Danilo Correia, vice-presidente do Desportivo.
Referir que,com Artur Semedo sai toda a equipa técnica à excepção de Mauro Jamal, que passa a assistente principal de Dário Monteiro. Alexandre Rosa "Chando" continua director desportivo.

 

Comments

A SELECÇÃO Nacional de Futebol de Sub-17 sagrou-se vice-campeã do Torneio da COSAFA que terminou ontem (20) na capital económica do Malawi, Blantyre. Para alcançar o segundo lugar, os “Mambinhas” chegaram à final, mas perderam  frente à Zâmbia, por 0-2, no Mpira Stadium.

Os “Mambinhas” falharam o título de campeão depois de um percurso notável na prova, onde arrancaram com um triunfo sobre Angola por 1-0. Seguiu-se um nulo frente às Comores, tendo depois goleado a selecção do Lesotho, no jogo que encerrou a primeira fase.

Na segunda fase (meias-finais), o combinado nacional derrotou Eswatini, por 1-0.

 O avançado Simon Cipriano foi o goleador-mor dos “Mambinhas” com cinco golos. Moçambique jogou a segunda final da sua história nesta competição, 25 anos depois. Em 1994, os “Mambinhas” perderam frente à África do Sul, por 2-1, no torneio que teve lugar na terra do rand.

No jogo de atribuição do terceiro lugar a Angola cilindrou  Eswatini, por 5-0, levando o bronze para casa.

Comments

A SELECÇÃO Nacional Sub-17 de Futebol joga hoje, no Kamuzu Stdium, diante do Lesotho, em partida referente à terceira e última jornada do Grupo “B”, do Torneio da COSAFA, que decorre em Blantyre, Malawi. Os “Mambinhas”, que se estrearam com uma vitória diante de Angola, não conseguiram vencer, domingo, as Comores, esta última que também suplantou o Lesotho com uma vitória tangencial (1-0). Leia mais

Comments

A SELECCÃO Nacional de futebol venceu, ontem, em Nairobi, a sua congénere do Quénia (1-0) em jogo amigável inserido na data-FIFA.

 O golo dos “Mambas” foi apontado por Neymar, que por sinal estreou-se pela Selecção Nacional e numa partida que marcou o regresso do “capitão” Dominguez, preterido do jogo de apuramento para a fase de grupos de qualificação ao Mundial Quatar-2022.

O seleccionador nacional, Luís Gonçalves, parece ter encontrado a fórmula para que os “Mambas” regressem às vitórias e recuperem o estatuto de que já gozaram no passado. Esta é a terceira vitória dos “Mambas” a seguir ao triunfo nas duas “mãos” da eliminatória com as Maurícias para o Mundial do Quatar.

Salientar que os “Mambas” preparam-se a disputa da qualificação para o CAN-2021, cuja fase final terá lugar nos Camarões. Os “Mambas” integram o Grupo F juntamente com Camarões, Cabo Verde e Ruanda.

Comments

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Bento Baloi

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction