Director: Lázaro Manhiça

JOGADORES da Selecção nacional de futebol “Mambas” prometem total empenho para o jogo decisivo contra a Namíbia a ter lugar amanhã às 12.00 horas, no Wolfson Stadium, inserido na quarta e última jornada do Grupo “B” do Torneio COSAFA, a decorrer em Port Elizabeth, África do Sul.

O grupo é liderado justamente pela Namíbia, com seis pontos em dois jogos, pelo que ainda que não dependa exclusivamente de si a vitória é importante para manter aspirações de  continuidade dos “Mambas” na prova.

Com a vitória sobre o Malawi, por 2-0, no último domingo, o  combinado nacional saiu da última posição para a segunda com quatro pontos, frutos de um empate e igual número de derrota. E ganhando amanhã a Namíbia, que ainda tem dois jogos por realizar, poderá alcançar sete pontos.

O Senegal, que tem três pontos em dois jogos, joga esta tarde contra o Zimbabwe e amanhã frente ao Malawi. Este último ainda com hipótese de se qualificar ainda que tenha um ponto. Com mais dois jogos por realizar pode, por via disso, atingir sete pontos. Na prática, neste grupo, apenas Zimbabwe está matematicamente fora, tendo em conta que só conseguiu dois pontos (três jogos).

Comments

A SELECÇÃO Nacional de Futebol venceu ontem, no Nelson Mnadela Bay Stadium, a sua congénere do Malawi, por 2-0, em desafio a contar para a terceira e penúltima jornada do Grupo B do torneio COSAFA, a decorrer na cidade portuária de Port Elizbeth, África do Sul. Foi a primeira vitória na prova, que permite somar quatro pontos, depois da igualdade sem golos com o Zimbabwe.

Após algum momento de apreensão na primeira etapa, a equipa treinada por Horácio Gonçalves conseguiu chegar aosgolosna etapa complementar, porVictor Tesoura Jr.,na conversão de uma grande penalidade, àpassagem do minuto 54, e Bonera, aos 67 minutos.

A Namíbia, que venceu ontem o Zimbabwe por 2-0, lidera a tabela classificativa com seis pontos, seguidapor Moçambique, na segunda posição,o Senegal e o Malawi, na terceira (3) e quarta (1)  posições, respectivamente.

Moçambique volta a jogar na quarta-feira, diante da Namíbia, quando forem 12.00 horas, para a última jornada da fase de grupos. A fase de grupos termina no dia 14 de Julho, com os jogos das meias-finais a serem disputados dois dias depois. A final da competição e o terceiro lugar do “play-off” serão realizados no dia 18 de Julho.

Comments

A CONTRATAÇÃO da internacional moçambicana Onélia Mutombene pelo 1.º de Agosto está condicionada. Em causa está o desentendimentoentre a atleta e o Ferroviário de Maputo, clube com o qual a base rubricou um contrato de um ano, que deve vigorar até 31 de Dezembro do corrente ano.

Entretanto, a atleta, que já se encontra em Luanda para reforçar as“militares” de Angola no Campeonato Nacional de Basquetebolsénior feminino, denunciara o contrato com os “locomotivas” da capital moçambicana e posteriormente solicitou a carta internacional à Federação Moçambicana de Basquetebol (FMB).

A denúncia do contrato, pelo que soubemos, deve-se ao facto de haver viciação de contrato (consta que assinou o contrato com os “locomotivas”em Janeiro de 2021, mas,segundo diz a atleta, o documento do seu contrato é datado de14 de Dezembro de 2021). E mais, fala deincumprimento do contrato.

De acordo com o acordo entre as duas partes, refere-sena penúltima cláusula (décima primeira)que“para conflitos entre si emergentes, durante a execução do presente contrato, as partes acordam em submeter a respectiva solução ao Conselho Jurisdicional da FMB, o qual as partes reconhecem como único interlocutor válido”.

OFerroviário de Maputo, por sua vez, diz ter respondido em tempo útil à equipa angolana, mostrando indisponibilidade de ceder a atleta pelo facto de estar nas vésperas do Campeonato da Cidade de Maputo, prova que se propôs a vencer e que apura ao Campeonato Nacional. Quanto ao incumprimento de contrato, o clube “verde-e-branco” refere que pagou os salários à atleta, tendo cerca de um mês e meio em dívida, pelo que tem cumprido com as suasobrigações. No que diz respeito à viciação do contrato, o Ferroviário fala de erro de digitação, o que, segundo defende, não interfere no conteúdo do contrato rubricado entre as partes. Mas há mais detalhes sobre este assunto, que podemser lidosna edição de segunda-feira do semanáriodesafio.

Lembre-se que o campeonato nacional sénior feminino de Angola para a época 2020/21 iniciou na última quinta-feira e disputa-se em dois grupos, com cinco equipas em cada série. Assim, pelo Grupo “A” estão as formações do Interclube “A”, Muculusso, 1.º de Agosto-Academia, Académica de Malanje e Desportivo “La Bomba”. Pela série “B”, estão o 1.º de Agosto, Núcleo Interclube em Benguela, Interclube “B”, Formiguinhas do Caz e Sport Lubango e Benfica.

LEGENDA

Onélia Mutombene(n.º 11)deveria estrear-se segunda-feira no campeonato angolano

Comments

A SELECÇÃO Nacional de Futebol mostra-se preparada para contrariar o favoritismo da convidada Senegal em jogo pontuável para a segunda jornada do Grupo “B” do torneio COSAFA, que se disputa esta tarde (15.00 horas), no Isaac Wolfson, em Port Elizabeth, África do Sul.

Depois do nulo frente ao Zimbabwe, os “Mambas” não podem se dar ao luxo de falhar hoje sob pena de hipotecar as aspirações de seguir em frente nesta prova.

Horácio Gonçalves assistiu a partida entre os seus adversários (Namíbia e Senegal) e ontem esteve preocupado em corrigir os erros cometidos diante do Zimbabwe para melhor enfrentar este colosso num jogo em que precisa de vencer.

Ciente da necessidade de marcar golos, Horácio Gonçalves trabalhou, no treino de ontem, nas questões de finalização. “Todos os jogos são difíceis e este não fugirá à regra, tendo em conta que o tempo de recuperação é curto. Desde que tenhamos todos os atletas disponíveis, conseguiremos nos apresentar na máxima força e será óptimo para nós. Jogaremos contra uma equipa rápida e que procura o contra-ataque, por isso teremos alguns cuidados com isso. Tivemos boas indicações no jogo de quarta-feira no qual os atletas mostraram confiança e o que valem. Será um jogo difícil, mas naturalmente queremos controlar e mandar em campo e, se possível, vencer, claro sendo agressivos na finalização. Na verdade é isso que queremos: continuar a melhorar e se assim for, penso que poderemos ser felizes”, sublinhou Gonçalves.

Comments

A SELECÇÃO Nacional de Futebol não foi para além de um empate sem golos, diante do campeão em título, Zimbabwe, na abertura da primeira jornada do Grupo “B” referente a 20ª edição do torneio sénior masculino COSAFA, que arrancou ontem, em Port Elizabeth, África do Sul,devendo terminar no dia 18 do mês corrente.

Os “Mambas”voltam ajogar próxima sexta-feira,contra a selecção convidadadoSenegal. O jogo está agendado para às 15.00 horas, no Isaac Wolfson Stadium.

DOMINAR E NÃO MARCAR  

Eram esperadas naturais dificuldades ao conjunto moçambicano, dado que tinha diante de si o actual campeão da COSAFA e o mais titulado (2000, 2003, 2005, 2009, 2017, 2018) na história desta competição. 

Todavia, o combinado nacional não se resguardou e, muito menos se deixou intimidar com o invejável palmarés dos “The Warriors” (guerreiros). Ao contrário disso,a equipa entrou de peito aberto lançando o primeiro aviso à navegação quando estavam jogados sete minutos. 

O atacante aoserviço da Liga Desportiva de Maputo, Estevão, esteve na eminência de abanar as redes contrárias, mas Washington Arubi evitou o pior com uma palmada que valeu um canto. Após a cobrança, Danilo aparece nas costas dos defesas contrários desferindo um tiro de cabeça que foi parar nas mãos do guardião. Melque viria de novo a falhar o alvo dentro da grande área aos 15 minutos.

Confiantes e seguros, os treinados de Horácio Gonçalves não se abdicaram do seu 4x4x3, tendo Melque e Estêvão na linha do ataque. Até o final da primeira parte Moçambique puxou para si o domínio do encontro. Foimais consistente no processo ofensivo faltando apenas alguma atenção na defensiva, sobretudo nas duas ocasiões (23´ e 43´) em que os zimbabueanos reagiram em transições rápidas. Foi com o nulo que as duas selecções foram ao intervalo.

No regresso dos balneários, Moçambique procurou manter o mesmo ritmo de jogo, mas não conseguiu concretizar. No cômputo geral,faltou mesmo uma maior acutilância em termos ofensivos e, sobretudo, discernimento na hora da finalização.

Os zimbabweanos criaram algumas oportunidades, mas o sector defensivo dos “Mambas” estevequase sempre atento nas marcações.

Comments

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Júlio Manjate

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction