Imprimir
Categoria: Assim vai o mundo
Visualizações: 127

AS autoridades norte-americanas detiveram, na quarta-feira, um candidato presidencial da Guatemala, acusado por um Tribunal Federal de Nova Iorque de conspirar para importar cocaína. Mario Estrada Orellana, do partido Unión del Cambio Nacional (UCN, de direita), foi detido em Miami e também foi acusado, juntamente com um amigo, de conspirar sobre o uso e porte de armas automáticas. Se condenados, enfrentam uma pena entre os 10 anos de cadeia e a prisão perpétua, de acordo com um comunicado da Procuradoria de Manhattan. Desde Dezembro de 2018, a Agência de Combate às Drogas norte-americana e a Procuradoria-Geral em Manhattan têm investigado a recolha de fundos em cartéis de drogas para apoiar a campanha presidencial de Estrada. A Guatemala vai às urnas em 16 de Junho, eleger o futuro Presidente e vice-Presidente e também o Parlamento.