Onze Chefes de Estado e de governo africanos e cerca de 1500 executivos de grandes empresas norte-americanas e africanas estarão reunidos na cidade de Maputo, de terça até sexta-feira, na Cimeira de Negócios entre os Estados Unidos da América (EUA) e África, que ocorrerá pela primeira vez em território moçambicano.

Com efeito, a organização da cimeira convidou os presidentes de Moçambique, Filipe Nyusi; Paul Kagame, do Ruanda; Hage Geingob, da Namíbia; Mokgeetsi Masisi, do Botswana; Uhuru Khenyatta, do Quénia; Peter Mutharika, do Malawi; Edgar Lungu, da Zâmbia; o Rei Mswathi III, do Reino de eSwatini, e ainda os presidentes José Mário Vaz, Emmerson Mnangagwa e Teodoro Mbasogo, de Guiné-Bissau, Zimbabwe e Guiné Equatorial, respectivamente.
Segundo o “domingo”, os organizadores dizem que o evento vai servir para elevar a visibilidade de Moçambique no xadrez económico global, através da partilha de informação sobre as potencialidades económicas existentes, garantindo assim a possibilidade de promoção de negócios e investimentos para o país.
Consta que o evento visa engajar os principais actores de sectores-chave, como o agro-negócio, energia, saúde, infra-estruturas, tecnologias de informação e comunicação, finanças, entre outros no desenvolvimento de negócios.
Também pretende-se aproveitar o ensejo para gerar uma conexão com os principais decisores do sector privado e do governo, explorar novas oportunidades de negócios, conhecer potenciais parceiros de negócios e criar condições para moldar políticas efectivas de comércio e investimento nos EUA e no Continente Africano.
Agostinho Vuma, presidente da Confederação das Associações Económicas (CTA), disse ao domingo que, até ao momento, a sua colectividade tem estado a trabalhar com o governo na preparação material deste evento e, sobretudo, orientando os empresários para aproveitarem da melhor forma a cimeira.
Para além do governo, a CTA cooperou com o Conselho Corporativo para África (CCA) para mobilizar o sector privado nacional e internacional que, ao que tudo indica, acenou positivamente.
“Já definimos os diversos painéis temáticos, a estrutura de seminários de negócios e de investimentos e a composição da feira, que ocorrerá durante a cimeira. Temos também confirmadas as presenças das delegações de empresários do Zimbabwe, Marrocos, Namíbia, Botswana, África do Sul, Malawi, Nigéria, Egipto, Angola, Tunísia entre outros países africanos”, disse Agostinho Vuma.
O presidente da CTA disse haver motivos, para o empresariado moçambicano estar expectante em relação a este evento, porque deverá ser uma plataforma real de promoção de negócios e investimentos entre o sector privado norte-americano e africano, uma vez que o evento se iniciará na mesma data em que será anunciada a Decisão Final de Investimento (DFI) pela Anadarko e seus parceiros.
“Sabemos que as empresas americanas possuem um conhecimento profundo de trabalho com a Anadarko e com outras companhias no sector de petróleo e gás, mas acreditamos que esta será a nossa grande oportunidade, para desenvolver parcerias e aceder a esse mercado, que é bastante exigente”, sublinhou.

 

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction