Imprimir
Categoria: Economia
Visualizações: 613

O Presidente da República, Filipe Nyusi, afirmou, hoje, em Roma, que as relações bilaterais, entre Moçambique e a Itália, tornaram-se mais intensas mercê da recente descoberta de jazigos de gás natural, efectuadas pelas companhias deste país.

Segundo Nyusi, o intercâmbio comercial entre os dois países, atingiu nos últimos anos, uma cifra, que atinge, aproximadamente, 600 milhões de Euros. “Estamos perante um parceiro estratégico, que interessa consolidar a cooperação, em diversas áreas de actuação, para o progresso e desenvolvimento dos povos dos dois países”, referiu.

“Nesta importante amizade deve-se mencionar as diversas intervenções de cooperação, para o desenvolvimento, que ocorreram durante os últimos 30 anos, o que torna a Itália um dos principais parceiros estratégicos de Moçambique, por ser, igualmente, a terceira encomia, que investe em Moçambique”, afirmou.

É interesse de Moçambique aprimorar estratégias de cooperação, de modo a tirar os melhores benefícios nas áreas definidas pelo nosso Governo, que são a agricultura, energia, infra-estruturas e turismo e energia, referiu.

Durante a abertura do fórum Empresarial Moçambique-Itália, foi rubricado um acordo de financiamento destinado a empresas italianas interessadas em investir em Moçambique.

O memorando foi assinado pelo presidente da Confederação das Associações Económicas de Moçambique, CTA, Agostinho Vuma, e a CONFINDUSTRIA, da Itália, representada por V. Boccia.

Nyusi salientou, que, neste momento, mais de 40 empresas de origem italiana estão a operar em Moçambique.

Mais detalhes nas próximas horas.