Director: Júlio Manjate

O Fundo Monetário Internacional (FMI) diz estar aberto para dialogar com o Governo moçambicano sobre a possibilidade de um novo apoio financeiro ao Orçamento do Estado.

O chefe da missa do FMI, Ricardo Velosos, disse hoje em Maputo que Moçambique continua sendo um dos maiores beneficiários de assistência técnica deste organismo.

Se o Governo estiver interessado em dialogar para um apoio financeiro, nós estamos abertos a esse pedido e a estabelecer conversações, apesar de que o programa não se coloca de noite para o dia, há um trabalho preparatório, como este país está num Governo transitório, porque o novo Governo poderá começar em meados de Abril, explicou Velloso.

Um comunicado disponibilizado hoje pela missão do FMI, que visitou Maputo entre os dias 6 e 12 de Novembro de 2019, para analisar os desenvolvimentos económicos recentes e actualizar as projecções macroeconómicas, anotou que na sequência dos ciclones tropicais Idai e Kenneth, o crescimento do PIB real desacelerou para 2,3 por cento (em termos homólogos) no segundo trimestre de 2019, afectado por um fraco desempenho no sector de agricultura.

O documento alerta ainda sobre a diminuição da inflação para 2,2 por cento (em termos homólogos) em Outubro, dos cerca de 5 por cento no ano anterior, uma vez que as condições monetárias restritivas mais do que compensaram o choque de preços do lado da oferta induzido pelos ciclones, considera o dirigente.

A avaliação considerou a taxa de câmbio relativamente estável; e as reservas internacionais no Banco de Moçambique aumentaram para cerca de 3,9 mil milhões de dólares americanos no final de Outubro, cobrindo 6,7 meses das importações esperadas para o próximo ano, excluindo megaprojectos.

“As perspectivas para 2020 são de uma forte recuperação da actividade económica e de uma inflação baixa, entretanto, espera-se que o crescimento do PIB real venha a atingir 5,5 por cento em 2020, em relação aos 2,1 por cento projectados para 2019, suportado pelos esforços de reconstrução pós-ciclones, uma recuperação na agricultura, e pelo estímulo económico de um relaxamento gradual adicional das condições monetárias e da regularização dos pagamentos internos em atraso aos fornecedores.

O sector da construção e outras actividades deverão também ser impulsionadas pelos investimentos nos megaprojectos de gás natural liquefeito (GNL). A inflação deverá permanecer baixa, com uma ligeira subida para 5 por cento no final de 2020, em relação aos 3 por cento no final de 2019.

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Bento Baloi

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction