Director: Júlio Manjate

Doze dos 15 membros do júri do Tribunal Federal de Brooklyn consideraram ontem o libanês Jean Boustani inocente dos três crimes de que era acusado pelo Departamento da Justiça dos Estados Unidos da América (EUA).
O libanês, que à data dos factos era o principal negociador da Privinvest, era acusado de conspiração para defraudar investidores, conspiração para cometer fraude por meios electrónicos e conspiração para lavagem de dinheiro.
Os membros do júri declararam que Boustani não é culpado de nenhum dos três crimes, uma decisão que, segundo uma estação privada de televisão moçambicana, não é passível de recurso. Por isso, Jean Boustani deverá ser restituído à liberdade, passados cerca de 11 meses após a sua detenção nos EUA.
Único arguido detido nos EUA em conexão com o esquema fraudulento das dívidas ocultas de Moçambique, Jean Boustani estava a ser julgado desde Novembro último

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Bento Baloi

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction