Imprimir
Categoria: Economia
Visualizações: 1423

DIVERSAS quantidades de bebidas alcoólicas importadas da África do Sul foram apreendidas pela Autoridade Tributária de Moçambique (AT), por falsas declarações e violação da lei de selagem obrigatória.

A apreensão ocorreu na fronteira de Ressano Garcia, distrito de Moamba, na província de Maputo.
Da mercadoria contrabandeada, constam cervejas não justificadas com base numa factura no valor de 200 mil rands, constatadas no acto do desembaraço da mercadoria, segundo a nota da AT.
“O importador da mercadoria em causa declarou, para efeitos de desembaraço, somente a importação de cerveja, numa factura de compra com o valor de 200 mil rands, tendo pago de imposições aduaneiras cerca de 500 mil meticais”, disse a directora da Área Operativa das Alfândegas na Província de Maputo, Ludovina Uache.
A fonte referiu que a AT só conseguiu aperceber-se da situação, depois de um trabalho aturado, na última sexta-feira, o que obrigou as autoridades a fazerem uma revista geral na viatura contentorizada, o que permitiu aferir a gravidade da infracção cometida.
Trata-se de 428 caixas de Amarula, 416 caixas de Gin, 224 de vinho de marca Nedburg, 200 de vinho de marca Street Sweet, 120 de vinho de marca Celar Cask, 100 de vinho de marca Drostdy hof, 56 de vinho de marca Autum e 50 de vinho de marca Graça.