O GOVERNO, através do Ministro das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos, João Machatine, exige uma justiça no processo de facturação e cobrança nos serviços de abastecimento de água à população. Segundo o ministro, nos últimos tempos, tem havido muitos cidadãos que reclamam o pagamento de altos valores à empresa fornecedora de água, enquanto não se beneficiam do precioso líquido no dia-a-dia nas suas residências. Leia mais

Comments

O Bancode Moçambique (BM), decidiu penalizar o Presidente do Conselho de Administração (PCA) da Interbancos, SA,  com uma multa de duzentos mil meticais e inibição do exercício de cargos sociais e de funções de gestão em instituições de crédito e sociedades financeiras, por três anos. Leia mais

Comments

O transporte e embarque de carga de carvão no Corredor Logístico de Nacala baixaram em 12 e 9 %, respectivamente, no primeiro semestre deste ano, se comparado com igual período de 2018, devido à retracção da oferta do produto.

Assim, o volume transportado no primeiro semestre de 2018 caiu de mais cinco milhões e trezentas mil  para cerca de quatro milhões e 600 mil toneladas. Já no embarque, baixou de cinco milhões para cerca de 4 milhões e 400 toneladas.

Os dados foram avançados na última terça-feira, em Nampula, numa conferência de imprensa do Corredor de Nacala, nomeadamente, o Corredor de Desenvolvimento do Norte - CDN e Corredor Logístico de Nacala – CLN.

Wellington Soares, presidente do Conselho de Administração das empresas do Corredor de Nacala, diz que no primeiro semestre deste ano o volume evoluiu em 7% na ferrovia e 16% no manuseamento no Porto, quando comparado a igual período de 2018.

Ainda no primeiro semestre deste ano, o transporte de passageiros cresceu em 9%, o que significa que em 2018 foram transportadas 234 mil pessoas e este ano 256 mil.

A conferência de imprensa das empresas CDN e CLN serviu para a divulgação dos resultados operacionais e financeiros do primeiro semestre deste ano.

 

Comments

OS preços de mercadorias, a localização, as quantidades e a qualidade dos produtos transaccionados pela Bolsa de Mercadorias de Moçambique passarão, brevemente, a ser disseminados através de uma plataforma electrónica desenvolvida para o efeito. O anúncio foi feito ontem, em Marracuene, pela presidente do Conselho de Administração da Bolsa de Mercadorias de Moçambique (BMM), Victória Paulo, quando falava num seminário por ocasião da realização da 55.ª edição da Feira Internacional de Maputo (FACIM), que decorre naquela região. Leia mais

Comments

O Ministro britânico para África, Andrew Stephenson, reafirma o compromisso do seu governo de continuar a apoiar os jovens em matéria de estágios pré-profissionais e para a continuidade do programa JOBA, lançado no ano passado.

O ministro assumiu o compromisso, ontem, na província de Maputo, durante a visita que efectuou ao Parque Industrial de Beluluane.
“Eu queria ver, realmente, como o nosso investimento no programa JOBA, um projecto de desenvolvimento, está a funcionar aqui no parque, para transformar a vida dos jovens aqui em Moçambique”, disse Stephenson, citado pela AIM.
A visita enquadra-se no âmbito do programa de estágios Beluluane JOBA, uma iniciativa criada em 2018 que oferece formação vocacional e experiência prática a jovens recém-formados, bem como responder às necessidades das empresas que operam no interior do Parque Industrial de Beluluane.
Ainda hoje, o ministro britânico tinha agendado uma reunião com o pessoal que trabalha nas empresas britânicas em Moçambique, para se inteirar sobre os métodos de trabalho com os jovens no país, bem como manter um encontro com líderes políticos.
“Vamos manter um encontro com líderes políticos para fortalecer a parceria profunda que existe entre o Reino Unido e Moçambique”, disse.
O programa de estágios Beluluane JOBA oferece aos jovens licenciados, com formação profissional e qualificações técnicas, a oportunidade de ganhar experiência no trabalho na sua área de estudo.
O principal objectivo do programa é aumentar as suas probabilidades de conseguir emprego, face às enormes dificuldades que os jovens enfrentam para conseguir um emprego sem experiência prévia de trabalho.
Por seu turno, o director-geral adjunto do Parque, Honório Boane, disse que o programa tem, igualmente, como objectivo criar emprego para os jovens no país.
“Ao alocarmos às várias empresas aqui sediadas, por um período de três a seis meses, com uma remuneração mensal de sete mil meticais (cerca de 113 dólares), esperamos que os jovens possam mostrar as suas competências a essas várias empresas e que no final do período de estágio eles consigam ter um trabalho permanente”.
A fonte disse que durante a primeira fase, o Parque recebeu 80 jovens, entre mulheres e homens para estágios, 60 dos quais tiveram um emprego permanente.
Laurinda Macuácua e Jackson Omar são dois jovens que, depois de seis meses, tiveram a oportunidade de ser enquadrados no Parque, como funcionários.
“É necessário que o jovem tenha vontade de aprender e de enfrentar o que está por vir porque não é fácil”, afirmou Macuácua, inspectora de serralharia mecânica.
“Entrei aqui no âmbito no projecto JOBA, para estágio e hoje estou aqui, tenho um emprego graças ao meu esforço e trabalho. O segredo é ser paciente, respeitar os superiores e, sobretudo, mostrar muito trabalho para ser um bom profissional”, referiu Omar.
Até ao final deste ano espera-se que o programa beneficie mais de 150 estagiários, como parte das acções estratégicas do Parque para desenvolver colaboradores qualificados e aumentar a força de trabalho.
Existem, actualmente, 35 empresas no Parque, empregando mais de cinco mil trabalhadores.
O Parque Industrial de Beluluane, com mais de 15 países representados, é também um centro de investimento estrangeiro, cobrindo uma área de 600 hectares.

Comments
Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction