Imprimir
Categoria: Internacional
Visualizações: 2371

O SECRETÁRIO-GERAL das Nações Unidas, António Guterres, condenou esta segunda-feira (22) o ataque a uma missão do Programa Mundial de Alimentação (PMA) na República Democrática do Congo (RDCongo), que resultou na morte do embaixador italiano no país.

Guterres ordenou a realização de uma investigação imediata, para apurar os autores do ataque.

Através do seu porta-voz, Stéphane Dujarric, Guterres expressou condolências às famílias dos mortos e aos seus países, assim como ao PMA e à equipa da Organização das Nações Unidas (ONU) na RDCongo.

“O secretário-geral apela ao governo da República Democrática do Congo para investigar rapidamente este hediondo ataque” e “levar os responsáveis à justiça”,assinalou o porta-voz, citado pela agência noticiosa Efe, durante a sua conferência de imprensa diária.

Durante o dia de hoje, o executivo da RDCongo tinha já prometido fazer “todo o possível para descobrir quem está por detrás” do “vil assassínio” do embaixador Luca Attanasio, morto a tiro num ataque armado a um comboio do PMA, durante uma visita perto de Goma, no leste da RDCongo, segundo fontes diplomáticas.