Imprimir
Categoria: Internacional
Visualizações: 452

MISUZULU kaZwelithini, rei amaZuzu, implorou às multidões de manifestantes em KwaZulu-Natal que não permitam que a política manche a dignidade da nação Zulu.

O monarca fez apelo nesta quarta-feira (14) num esforço para conter a destruição desenfreada naquela província e em Gauteng.

O rei MisuZulu disse que o saque e a destruição de propriedades afectariam as comunidades, apelando aos “desordeiros” para que ponham fim ao caos e para que a paz seja restaurada.

“Portanto, apelo à nação Zulu para se retirar da participação na destruição do nosso país - a África do Sul. Peço calma, para que a paz seja restaurada ", disse o rei Zulu.

Os distúrbios que desde a passada sexta-feira (09) atingem a África do Sul foram alegadamente desencadeados pela prisão do ex-Presidente Jacob Zuma, mas o rei amaZulu pediu aos seus súditos que não deveriam se envolver na política.

“Peço ao nosso povoque dê o exemplo. Não permitamos que a política manche a dignidade e nossa nação seja levada à destruição. Somos muito melhores do que isso”, disse ele.-EWN