Imprimir
Categoria: Internacional
Visualizações: 845

Pelo menos 15 soldados morreram, ontem, num ataque a uma base militar da Nigéria, uma ofensiva, alegadamente, conduzida por membros do grupo “jihadista” Boko Haram, segundo fontes militares citadas pela agência France-Presse.

“Os corpos de 15 soldados já foram encontrados”, disse à AFP um oficial nigeriano sob anonimato, que acrescentou que “muitos soldados continuam desaparecidos”.

O ataque de hoje à base militar de Gajiram, no nordeste do país, zona próxima da bacia do lago Chade e da fronteira com Níger, Chade e Camarões, foi confirmado por telefone por outra fonte militar contactada pela AFP.

Segundo habitantes daquela zona, os perpetradores do ataque passaram por Gajiram por volta das 18:00 horas locais (mesma hora de Lisboa).

"Os homens armados entraram na cidade pelas 18:00, depois de derrotarem os soldados da base", afirmou Mele Butari, um habitante de Gajiram, à AFP.

O grupo Boko Haram foi criado em 2002 no nordeste da Nigéria por Mohameh Yusuf, após o abandono do norte do país pelas autoridades.

Inicialmente, os seus ataques eram dirigidos à Polícia nigeriana, uma vez que representava o Estado. No entanto, desde a morte de Yusuf, em 2009, o grupo passou a ter uma abordagem mais radical.

Desde então, o Boko Haram matou mais de 20 000 pessoas e as suas ofensivas provocaram, aproximadamente, dois milhões de deslocados, de acordo com as Nações Unidas.