Director: Lázaro Manhiça

A Rússia acusou ontem os Estados Unidos de estarem a preparar o terreno para novos testes nucleares, na sequência da sua recusa em ratificar o Tratado de Proibição Completa dos Testes Nucleares (TPCEN), criado em 1996.

“Hoje, somos forçados a assinalar uma grave deterioração da situação, à volta do TPCEN. Um quarto de século após o tratado ter sido criado, ainda não entrou em vigor”, lamentou o Ministério dos Negócios Estrangeiros russo, num comunicado que refere o vigésimo aniversário da ractificação do acordo, por parte de Moscovo.

“A posição mais destrutiva, sobre a matéria, é a dos Estados Unidos, que declararam oficialmente que não têm intenção de ratificar o TPCEN e abrem caminho para a retoma dos testes nucleares”, disse a diplomacia russa, no comunicado.

O TPCEN foi criado em 1996 e foi subscrito por 184 países, mas para que ele entre em vigor é necessário que 44 países que possuam tecnologia nuclear assinem e ratifiquem o tratado.

Estados Unidos, China, Irão, Egipto e Israel ainda não ractificaram o acordo e Índia, Coreia do Norte e Paquistão nem sequer o assinaram.

Para Moscovo, o regime de não proliferação e controlo de armas nucleares enfrenta sérios desafios e “deve ser feito tudo o que é possível para evitar tendências negativas”.

“A Rússia apela a esses oito países e, acima de tudo, aos Estados Unidos, para reverem as suas posições e darem luz verde para que esse tratado, que é muito importante do ponto de vista da segurança global, se torne um instrumento legal completo no direito internacional”, conclui o Ministério dos Negócios Estrangeiros russo.

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Júlio Manjate

Administrator: Rogério Sitoe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction