ACENTO TÓNICO: Licenciado para matar  (Júlio Manjate-Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.)

 

 

A minha vizinha inscreveu o filho de 21 anos numa escola de condução, e pagou com dinheiro vivo tudo o que lhe foi exigido para afastar as previsíveis dificuldades que o rapaz teria para aprender a conduzir numa cidade como Maputo.

O jovem já tinha uma vaga cativa numa empresa privada de transporte de passageiros, daí o empenho da zelosa Dona Fernanda em evitar a reprovação do seu “pequeno”.

Certa manhã ela contou-me, cheia de orgulho, que tinha conseguido que o filho fizesse a carta de condução em tempo recorde, graças às amizades que diz ter “aos montes” nas instituições que cuidam deste assunto. Nunca escondi a minha admiração por ela, uma mulher inteligente, instruída, excelente conversadora. No entanto, sempre reservei para mim o desgosto que me causava ouvi-la confessar indignidades, como aquela de ter pago ao professor de Ciências Sociais para deixar que o filho de onze anos passasse de classe…

- … tive que pagar, vizinho! Imagina se a minha pequena tivesse que repetir a sexta só por causa de ciências sociais… De resto ela vai estudar medicina e uma coisa não tem nada a ver com outra… - contou-me entre sorrisos, convencida que tinha cometido a melhor das proezas que se podem esperar de uma mãe e encarregada de educação.

Do mesmo jeito que me confessou sobre “o crime das Ciências Sociais”, Dona Fernanda contou-me detalhes sobre como tinha conseguido que, em menos de um mês, o filho, que nunca antes conduzira um veículo automóvel, tivesse uma carta que o habilitava a conduzir viaturas da classe ligeiros e pesado, com um averbamento para profissional e serviço público, autorizando-lhe, por conseguinte, a sentar-se ao volante de um “Yutong” de sessenta ou cem passageiros.

- … Na verdade tenho tido muita sorte com este miúdo…e ele tem inclinação para a condução. Precisava de agarrar a chance que conseguimos de pô-lo a trabalhar num dos autocarros que o meu compadre comprou para fazer “chapa”. Graças a Deus, consegui. De resto ele há-de virar-se…- a mulher contava tudo isto, orgulhosa, sem imaginar o quanto aquela conversa punha em causa o estatuto de ”mulher instruída” com que lhe reputava.  

Depois de cerca de dois meses sem lhe ouvir o papo, Dona Fernanda interpelou-me na manhã do último Sábado, lá no bairro. Estava sedenta de me contar novidades sobre o desempenho do seu filho como condutor.

- … sabes, vizinho, este meu filho ia matando toda a família na sexta-feira a noite. Saímos para um jantar de despedida de uma minha prima e, no regresso, só não morrermos porque não tinha chegado o nosso dia, mas oportunidades não faltaram. O moço acelerava mesmo quando não era necessário; mudava de direcção sem sinalizar; ultrapassava pela esquerda, hewena, parecia estar bêbado, quando de facto ele nem bebe… Eu disse, nunca mais! – disse Dona Fernanda, que parecia demitir-se de toda a obra que ela própria construíra.

- Para lhe ser sincero pensei que a vizinha já soubesse que o seu filho não é grande coisa ao volante… O pior é fazer o que faz ao volante de um machimbombo… - reagi, reticente.

- Só de sexta-feira para cá, fiquei a saber das barbaridades que ele já cometeu. Dei com uma pasta cheia de despesas pelos problemas que já causou por falta de habilidade. A última que soube é do carro de transporte escolar que ele raspou de ponta a ponta, só porque não queria deixar que a carrinha lhe ultrapassasse…Estou desesperada, vizinho. – confessou.

Não lhe respondi mas dei graças ao Senhor por lhe ter iluminado a tempo de perceber o erro que tinha cometido e, quem sabe, salvar a vida das centenas de pessoas que o tinham como condutor licenciado para sentar, profissionalmente, ao volante.

Traumatizado, sempre que cruzo com um Yutong fico pensando se não é mais um dos filhos da Dona Fernanda que está ao leme…

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction