Imprimir
Categoria: Política
Visualizações: 2108

O GOVERNADOR de Maputo, Júlio Parruque, adverte o sector dos Transportes e Comunicações na província para se precaver da corrupção e tráfico de influências, por serem crimes que penalizam duas vezes a governação descentralizada.

Júlio Parruque fez este pronunciamento há momentos, num breve encontro que manteve com os funcionários da direcção provincial dos Transportes e Comunicações, no âmbito da visita de trabalho que efectua a este órgão do Conselho Executivo Provincial.

O governante sublinhou que na governação descentralizada, cujo escopo é servir cada vez melhor a população local, o funcionário do sector dos Transportes e Comunicações não se deve deixar manchar e nem deve ser o elo mais fraco.

Parruque indicou que, no seu mandato, quer contar com funcionários que dão o máximo de si pois, estão ao serviço do dono do poder - a população da província de Maputo.

Ao mesmo tempo que exige transparência e cometimento do funcionário na prestação de serviços de qualidade à população, Júlio Parruque reconhece que é preciso criar condições necessárias e objectivas para que este realize as suas tarefas da melhor forma, especialmente neste tempo da Covid-19.

Depois da direcção pProvincial dos Transportes e Comunicações, Júlio Parruque escala, ainda hoje, a o sector da Cultura e Turismo, com o objectivo monitorar o funcionamento das direcções provinciais e aferir o grau de implementação do Programa Quinquenal do Conselho Executivo Provincial.