Imprimir
Categoria: Política
Visualizações: 1317
O PRESIDENTE da República de Moçambique, Filipe Nyusi, endereçou uma mensagem de condolências à família de Edmundo Galiza Matos, jornalista reformado da Rádio Moçambique (RM), falecido no domingo(13), vítima de doença. Em nota de condescendência, o presidente referiu que Edmundo Galiza Matos foi um dos primeiros jovens moçambicanos a abraçar a carreira de repórter na RM nos primórdios da proclamação da Independência Nacional, tendo dedicado toda a sua vida a reportar com paixão e dedicação o dia a dia de Moçambique e dos moçambicanos, unindo não só pessoas, mas também gerações através das ondas sonoras da rádio. “Tomei conhecimento, com profundo pesar, do falecimento, vítima de doença, do jornalista da Rádio Moçambique já reformado, Edmundo Galiza Matos”, disse. Nyusi apontou que, sua trajectória, Matos procurou sempre transmitir às novas gerações que viam nele uma referência incontornável de bom jornalista e servidor público exemplar e com estes atributos incomuns, tornou-se um exemplo obrigatório de boas práticas na história da radiodifusão no país. “Neste derradeiro percurso de um grande profissional de rádio, aclamamos e rendemos a devida homenagem à sua vida e legado, de um homem com saberes amplos e uma integridade de carácter, que guardaremos como fonte de inspiração da nova geração de radiófilos do país”, lê-se na mensagem.