Director: Júlio Manjate

O mês de Junho foi caracterizado por um aumento do movimento migratório global nas fronteiras nacionais, com o registo de um total de 403.465 viajantes, contra 397.338 do ano passado.

Segundo o porta-voz do SENAMI, Celestino Matsinhe, a cifra corresponde ao aumento do fluxo migratório  na ordem de dois por cento, comparativamente ao mesmo período de 2018.

Segundo Matsinhe, falando hoje, em conferência de imprensa, na cidade de Maputo, no mês de Junho entraram no país 190 389 cidadãos, dos quais 74.679 moçambicanos e 115.710 são estrangeiros.

No mesmo período saíram do território nacional 105.166 cidadãos moçambicanos e 107.836 estrangeiros.

A fonte disse que os postos fronteiriços que registaram maior fluxo migratório foram os de Ressano Garcia, na província de Maputo, com 148.717; Machipanda, em Manica, com 44.626; Cuchamano, província de Tete, com 43.552; e o Aeroporto Internacional de Mavalane, cidade de Maputo, com 27.179 viajantes.

Matsinhe informou ainda que durante o mês passado a SENAMI repatriou 94 cidadãos estrangeiros, contra 270 de igual período de 2018, correspondendo a uma redução de 65 por cento.

O porta-voz do SENAMI referiu que os cidadãos repatriados encontravam-se em situação irregular, nomeadamente, falta de documentos de viagem, imigração clandestina e permanência ilegal no país.

Matsinhe referiu que a redução de indivíduos em situação ilegal no país deve-se à consciencialização dos cidadãos estrangeiros da necessidade da observância de legislação moçambicana em vigor.

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Bento Baloi

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction